EUsouMS 2020.png

 ÚLTIMAS NOTÍCIAS:  Sebrae orienta empresários em tempo de pandemia

BANNER SITE - GALERIA MEIA SETE.jpg
  • Divulgação | Prefeitura de Três Lagoas

Grupo Falamansa será uma das atrações da 30ª Festa do Folclore de Três Lagoas


A 30ª Festa do Folclore de Três Lagoas, que será realizada pela Administração Municipal por meio da Diretoria Municipal de Cultura da Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SEMEC), entre os dias 15 e 19 de agosto no Pátio do Galpão da N.O.B., no Centro da Cidade, contará com o show do Grupo Falamansa.

A confirmação foi feita por publicação no Diário Oficial dos Municípios do Estado de Mato Grosso do Sul desta segunda-feira (23). Mais informações sobre a banda podem ser obtidas pelo site oficial www.falamansa.com.br.

No mesmo diário, foi publicada a aquisição de caixa de fogos de artifícios para utilização na abertura oficial do evento, no dia 16 de agosto.

BIOGRAFIA

A história do Falamansa começa em 1998, no último dia de inscrição para o 3º Festival de Música do Mackenzie. Tato, hoje autor e vocalista da banda , era DJ de forró e já tinha algumas composições próprias. Decidiu inscrever uma delas (“Asas”) no festival. Porém havia um pequeno problema… Ele não tinha uma banda! “Entrei na sala de inscrições, estavam todos muito exaltados e eufóricos com o evento, falando alto e ao mesmo tempo” lembra Tato. “Quietinho, entreguei a ficha de inscrição junto com uma fita cassete, agradeci e virei as costas. Quando estava saindo, ouvi: Espera aí, falta o nome da banda! Com toda aquela bagunça, eu não pensei duas vezes e respondi: é FALAMANSA!”

O nome era tão perfeito que o cara respondeu: “Legal, é a sua cara”. Resultado: quatro dias depois o Falamansa, que até então não existia, estava entre os 20 convocados dos 160 grupos inscritos no festival. Tato lembrou do Alemão, amigo DJ que tocava zabumba. Alemão, por sua vez, chamou o vizinho que tocava triângulo, o Dezinho. Junto com eles, uma flautista e um baixista que fizeram parte da primeira formação da banda. Ensaiaram duas tardes e “Asas” faturou o segundo lugar no evento. Aí entrou em cena o experiente Josivaldo Leite, o Waldir do Acordeon, que já havia tocado com feras como Osvaldinho do Acordeon e Jorge de Altinho. Estava completa então a notória formação da banda que se mantem até o presente momento.

A DECKdisc não resistiu ao ouvir o CD independente que eles gravaram em Janeiro de 2000 e lançou “Deixa Entrar…”, distribuído pela Abril Music . O disco, que saiu com 21 mil cópias, atingiu a vendagem de mais de 900 mil cópias em 1 ano, caminhando para o disco de Diamante. Trazendo entre outras “Rindo à toa”, hoje já um clássico da música brasieira. Falamansa, que começou tocando todas as terças na casa de show Remelexo em Pinheiros, São Paulo, atualmente lota shows para milhares de pessoas de norte a sul do país, onde seus shows viram CDs piratas vendidos pelos camelôs. O FALAMANSA mistura o carisma e a alegria do forró jovem, sem desprezar as raízes desse ritmo tão brasileiro.

Fonte: Diretoria de Comunicação

#Show #diversão

LIGUE 188 CVV CENTRO DE VALORIZACAO A VI
Fraternidade_sem_Fronteiras_lança_camp

© 2020 #EUsouMS 

Onde devo ir? Quem devo conhecer? Qual comida tenho que experimentar? Essas são algumas das perguntas fundamentais que nós fazemos diariamente. Com este espaço queremos mostrar para todos qual é a identidade do nosso estado. Este site surgiu com um único propósito: Ser o local de encontro e de referência da cultura, das pessoas, dos sabores e dos lugares do Mato Grosso do Sul. Por isso leia, conheça, compartilhe e viva o MS com a gente! 

Sugestão de pauta? contato.eusoums@gmail.com

  • Branco Facebook Ícone
  • Branco Twitter Ícone
  • Branca Ícone Instagram