banner revest pedras marmores e granitos
  • Divulgação | Assessoria

Fulano di Tal estreia o espetáculo ´Do Bem-Amado´


Apresentações do novo trabalho do grupo são gratuitas e integram a ´Temporada Fulano di Tal #16AnosEmCena´.

Neste mês de novembro o grupo de teatro Fulano di Tal estreia o seu mais novo espetáculo: ´Do Bem-Amado´. Nos dias 06, 07, 08, 09, 13, 14 e 16, às 20 horas, as apresentações acontecem no Átrio SESC Cultura e no dia 17, às 20 horas, na Feira Central. Em todas as sessões a entrada é gratuita e nas quintas-feiras haverá Intérprete de Libras. A produção e montagem deste espetáculo foi contemplada no edital do Programa Municipal de Fomento ao Teatro FOMTEATRO/2018, promovido pela Prefeitura Municipal de Campo Grande, através da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo - SECTUR.

“Num momento tão delicado para a cultura, não só da nossa cidade, como no país em geral, Fomentos como o FMIC e o FOMTEATRO são necessários e importantes. Estamos felizes em poder montar ‘Do Bem-Amado’ com esse investimento. É dinheiro público retornando para o público em forma de arte, entretenimento e informação”, diz Marcelo Leite, diretor do grupo.

Do Bem-Amado

O espetáculo conta a história de Odorico Paraguaçu, prefeito da cidade de Sucupira do Sul, que tem como principal meta de governo a inauguração de um cemitério municipal. Com o apoio das irmãs Cajazeiras Dorotéa, Dulcinéa e Judicéa (com as quais o político mantém relações muito próximas), a ajuda de seu secretário Dirceu Borboleta, a oposição de Neco Pedreira (dono do único jornal da cidade) e com os conselhos do Vigário da cidade, o prefeito Odorico precisa encontrar um meio para conseguir realizar sua meta.

Fulano di Tal iniciou uma trilogia sobre questões sociais brasileiras em 2013, com a montagem de “O Santo e a Porca” de Ariano Suassuna, deu continuidade em 2015 com a montagem de “Ópera do Malandro” de Chico Buarque, e finda atualmente com a montagem “Do Bem-Amado”. Nos dois primeiros espetáculos foram levantadas questões, preposições, críticas e reflexões sobre temas como religiosidade e avareza, leis trabalhistas, exploração do trabalho, contrabando de produtos estrangeiros, preconceito com a homossexualidade e para essa última montagem a política, tema bastante atual.

Em todas as montagens a companhia não perdeu sua assinatura cênica, tampouco qualidade visual em detrimento do tema, e nesse último trabalho pretende uma cena rica em imagens e qualidades teatrais, tecnologias que aprimorem o seu fazer artístico, e posicionamento social. Sem perder o ludismo, o lirismo e a excelência artística.

Foram meses de preparação, pesquisa e ensaios para a criação e finalização deste novo espetáculo. Livremente inspirado na famosa obra "O Bem-Amado" de Dias Gomes, a versão do grupo Fulano Di Tal, conta com direção e encenação de Anderson Bosh, dramaturgia de Edner Gustavo e Marcelo Leite e, colaboração do elenco da companhia. No palco apresentam-se Alexandre Melo, Darlan Gracciose, Edner Gustavo, Karen Freitas e Vini Ferreira.

16 anos de Fulano di Tal

Neste ano o grupo completa 16 anos em cena, uma trajetória marcada por criações, apresentações e estudos. Ao longo desse período, foram mais de 150 apresentações e, na plateia, no total, aproximadamente 30 mil pessoas. No portfólio a companhia traz 15 espetáculos: “Suspeitos de um crime quase perfeito”, “O amor é uma comédia em dois atos”, “Se Deus é Brasileiro... o Diabo que se cuide!”, “Humor”, “Crônicas”, “Faz-me rir!”, “Fulano Humor Show – Provocações”, “Vale a Pena Rir de Novo!”, “A Turma do ABCDário – Em: O Apagão!”, “O Santo e a Porca”, “Baixio dos Doidos”, “Lápide Inconclusa em Quarta-Feira de Cinzas”, “Ópera do Malandro”, “A Fabulosa História do Guri-Árvore” e “Do Bem-Amado”.

Serviço: as apresentações de “Do Bem-Amado” acontecem nos dias 06, 07, 08, 09, 13, 14 e 16 de novembro, às 20 horas, no Átrio SESC Cultura (avenida Afonso Pena, 2270) e no dia 17, às 19 horas, na Feira Central de Campo Grande. Os ingressos são limitados e serão distribuídos sempre 30 minutos antes de cada sessão. Mais informações pelo Facebook www.facebook.com/fulanociadeteatro/, Instagram https://www.instagram.com/fulanodital/, pelo site www.fulanodital.com.br ou pelo telefone (67) 9 9202-0449.

--

FICHA TÉCNICA

Direção, Encenação, Direção de Arte e Maquiagem: Anderson Bosh

Produção Artística, Executiva, Direção de Elenco e Assistência de Direção: Marcelo Leite

Dramaturgia: Edner Gustavo e Marcelo Leite

Colaboração: Elenco FdT

Elenco: Alexandre Melo, Darlan Gracciose, Edner Gustavo, Karen Freitas e Vini Ferreira

Cenários e Figurinos: Carol Jordão

Iluminação: Camila Jordão e Douglas Caetano

Operador de Luz: Yuri Tavares

Música Original: Ewerton Goulart

Sonoplastia: Marcelo Leite

Consultoria Vocal: Marjorie Matsue

Consultoria Teatro de Rua: Fernando Cruz (Maracangalha)

Intérprete de Libras: Cláudio Luiz

Identidade Visual: Vini Ferreira

Fotografia e Filmagem: Vaca Azul

Assessoria de Imprensa: Isabela Ferreira

Gênero: Comédia

Duração: 80 minutos

Classificação: 10 anos

--

Realização

Fulano di Tal – Grupo de Teatro

Investimento

Programa Municipal de Fomento ao Teatro FOMTEATRO/2018

Prefeitura Municipal de Campo Grande

Secretaria Municipal de Cultura e Turismo - SECTUR.

Apoio Cultural

SESC Cultura

Centro Cultural José Octávio Guizzo

TgR - Teatral Grupo de Risco

Vaca Azul

Texto: Isabela Ferreira / Reconta Conteúdo

Foto: Hélton Perez - Vaca Azul

#diversão

10 visualizações
galeria meia sete.png