banner revest pedras marmores e granitos
  • Divulgação | Assessoria

Intenção de Consumo das Famílias em janeiro registra maior aumento desde 2015


A Intenção de Consumo das Famílias (ICF) de Campo Grande continua a tendência de aumento e subiu para 109,9 pontos, maior que o registrado em dezembro do ano passado que foi de 107,2, um aumento de 2,52%.

O último mês que o ICF registrou intenção próxima a esse nível foi em março de 2015, quando o índice superou 115 pontos. A pesquisa é da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

Dos sete indicadores apurados, o Momento para Duráveis (4,6), seguido pelo Nível de Consumo Atual (3,9) e Perspectiva de Consumo (3,1) são os que registraram maior aumento. “Um momento bem mais otimista, visto que todos os indicadores apresentaram resultado positivo”, explica a economista do Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento Fecomércio (IPF), Daniela Dias.

“Vale ressaltar ainda, que cada vez mais, o mês de janeiro vem se consolidando como o melhor momento, o de liquidação dos estoques de natal, para a aquisição de bens duráveis, como de móveis e eletrodomésticos”.

Para ela, o que pode ter contribuído são fatos relacionados ao desemprego. “Ano passado falávamos de um percentual entre as famílias desempregadas de 28% e, agora, já estamos falando em 18,9%. Além disso, a situação do trabalhador no emprego também está melhor: 6,20% em relação ao ano passado”.

Para Daniela, os dados sinalizam que o ano está caminhando para uma intensificação da recuperação econômica. “Se mantiver este cenário, 2020 tem tudo para ser melhor do que 2019 e, até mesmo, em relação ao início do ano da instabilidade econômica (segundo semestre de 2014).


5 visualizações
galeria meia sete.png