top of page

Após apresentação no Lollapalooza, DAY LIMNS lança "MARÉ" de surpresa nas plataformas digitais

A cantora e compositora DAY LIMNS pegou os fãs de surpresa com o anúncio do lançamento de "MARÉ", sua nova faixa. A canção, apresentada nos últimos shows da cantora, incluindo a apresentação sold out no SESC Belenzinho no último domingo (14), em São Paulo, faz parte do universo do álbum "VÊNUS≠netuno", seu segundo projeto de estúdio, e acaba de chegar às plataformas de música. Mergulhando em uma jornada de emoções intensas, a faixa surge como uma narrativa visceral, onde DAY LIMNS compartilha experiências pessoais entrelaçadas com um arranjo musical de trap/R&B. Com uma letra que oscila entre introspecção e desabafo, a música retrata os altos e baixos de um pós-término, revelando nuances complexas de amor, perda e autodescoberta.


A cantora e compositora DAY LIMNS pegou os fãs de surpresa com o anúncio do lançamento de "MARÉ", sua nova faixa. A canção, apresentada nos últimos shows da cantora, incluindo a apresentação sold out no SESC Belenzinho no último domingo (14), em São Paulo, faz parte do universo do álbum "VÊNUS≠netuno", seu segundo projeto de estúdio, e acaba de chegar às plataformas de música. Mergulhando em uma jornada de emoções intensas, a faixa surge como uma narrativa visceral, onde DAY LIMNS compartilha experiências pessoais entrelaçadas com um arranjo musical de trap/R&B. Com uma letra que oscila entre introspecção e desabafo, a música retrata os altos e baixos de um pós-término, revelando nuances complexas de amor, perda e autodescoberta.  Composta pela artista em parceria com Elana Dara e Carolzinha, "MARÉ" oferece uma reflexão profunda sobre as complexidades dos relacionamentos humanos. Com uma produção impecável e uma entrega vocal emocionante, a faixa é marcada por versos impactantes, como "Bitch, olha nos olhos e mente mais", que ecoam uma mistura de desafio e vulnerabilidade. DAY LIMNS tece uma história poética sobre desilusão e superação, explorando a dualidade de sentimentos que acompanha o fim de um amor. Durante sua apresentação como ato de abertura da cantora norte-americana Fletcher, no último mês no Cine Joia em São Paulo, a cantora revelou que a canção é baseada em fatos reais. "Fiz essa música para transformar uma situação chata em algo que me faz sentir bem. Como sempre a música está me salvando! Essa canção é para aquelas que são tiradas de "malucas", mas que geralmente estão certas no final das contas", revela a DAY por meio de comunicado à imprensa.  A cantora ainda revela que a canção é uma continuidade ao conceito de seu último álbum e traz referências de outras canções como o Vermelho Farol e "7 Vidas". "Nessa canção, eu dou continuidade ao conceito do disco, indo ainda mais atrás e resgatando a ilha do "Vermelho Farol" de "7 vidas". Escolhi esta data para o  lançamento de "MARÉ" , pois é o dia  em que "Vermelho Farol", trabalho que marca o início da era VÊNUS≠netuno,  completa um ano de lançamento".  Reconhecida por suas composições, que incluem lançamentos nas vozes de Luísa Sonza, Demi Lovato, entre outros, DAY LIMNS traz para "MARÉ" toda uma reflexão baseada em sua vulnerabilidade, estética que encabeça o álbum "VÊNUS≠netuno". O álbum é uma jornada emocional que traça um paralelo entre complexidade das relações humanas, abordando temas como dualidade, sacralidade, pecado e redenção.  "VÊNUS≠netuno" trata da dificuldade de conciliar a relação entre o terreno e o espiritual, o sacro e o profano, o bem e o mal etc, mas com a eterna tentativa de fazer dar certo. Segundo a artista, "VÊNUS≠netuno" é alguém obcecado  por romantizar, idealiza quem ama a ponto de colocá-la num pedestal, atribuindo a essa pessoa a importância “de um deus”, (no nosso caso - deusa) e que, quando de frente com a realidade nua e crua, encontra verdadeiras dificuldades para enfrentá-la ou simplesmente aceitá-la como é, levando à desilusão.   Sobre o álbum  "VÊNUS≠netuno" representa um marco na carreira de DAY LIMNS, misturando gêneros musicais de forma inovadora. O álbum conta com colaborações especiais de FROID e Hyperanhas, trazendo perspectivas únicas a cada faixa. Os produtores Los Brasileros, DMAX e Isadora Sartor deram vida a essa jornada sonora, enquanto o videoclipe do álbum, dirigido por GAFE, complementa a experiência visual.  DAY LIMNS, um dos principais nomes do POP Underground, convida os entusiastas da música a se entregarem a esta jornada emocional através de "VÊNUS≠netuno". Com milhões de seguidores nas redes sociais, dezenas de milhões de visualizações no YouTube e streams em alta, DAY LIMNS continua a moldar o cenário musical brasileiro com sua inovação e autenticidade.   Sobre DAY LIMNS  DAY LIMNS é uma cantora e compositora brasileira que vem se destacando no cenário musical nacional. Seu segundo álbum, "Vênus≠Netuno", foi lançado em novembro de 2023, assume um lado mais vulnerável de Day, ampliando sua jornada emocional para temas até então só tratados tangencialmente em sua obra, como culpa, religiosidade e espiritualidade.  Cantora, compositora e escritora, a goiana destacou-se na internet ao postar seus covers, mas foi em 2017 no The Voice Brasil (TV Globo) que conquistou Lulu Santos e todo o Brasil. Ao longo de 7 anos de carreira, acumula sucessos como “Clichê” com mais de 18 milhões de plays, “Tanto Faz” e “Deixa Rolar” ambos com mais de 5 milhões, mostram a força da artista, que também tem parcerias musicais com Di Ferrero, Lucas Silveira, Froid e Hyperanhas, já abriu shows de nomes como Avril Lavigne, 5 Seconds of Summer, colaborou com os norte-americanos da banda Plain White T's no "I Wanna Be Tour", e, foi uma das atrações principais do Lollapalooza Brasil 2024.  Além disso, Day conquistou admiradores e grandes parceiros na música, não só cantando ao lado, mas também assinando composições para Anitta, Vitão, Clau, Rouge, As Baías e Luísa Sonza- sendo co autora de quatro canções no álbum “Doce 22” indicado ao LATIN GRAMMYs™. 


Composta pela artista em parceria com Elana Dara e Carolzinha, "MARÉ" oferece uma reflexão profunda sobre as complexidades dos relacionamentos humanos. Com uma produção impecável e uma entrega vocal emocionante, a faixa é marcada por versos impactantes, como "Bitch, olha nos olhos e mente mais", que ecoam uma mistura de desafio e vulnerabilidade. DAY LIMNS tece uma história poética sobre desilusão e superação, explorando a dualidade de sentimentos que acompanha o fim de um amor. Durante sua apresentação como ato de abertura da cantora norte-americana Fletcher, no último mês no Cine Joia em São Paulo, a cantora revelou que a canção é baseada em fatos reais. "Fiz essa música para transformar uma situação chata em algo que me faz sentir bem. Como sempre a música está me salvando! Essa canção é para aquelas que são tiradas de "malucas", mas que geralmente estão certas no final das contas", revela a DAY por meio de comunicado à imprensa.


A cantora ainda revela que a canção é uma continuidade ao conceito de seu último álbum e traz referências de outras canções como o Vermelho Farol e "7 Vidas". "Nessa canção, eu dou continuidade ao conceito do disco, indo ainda mais atrás e resgatando a ilha do "Vermelho Farol" de "7 vidas". Escolhi esta data para o  lançamento de "MARÉ" , pois é o dia  em que "Vermelho Farol", trabalho que marca o início da era VÊNUS≠netuno,  completa um ano de lançamento".


Reconhecida por suas composições, que incluem lançamentos nas vozes de Luísa Sonza, Demi Lovato, entre outros, DAY LIMNS traz para "MARÉ" toda uma reflexão baseada em sua vulnerabilidade, estética que encabeça o álbum "VÊNUS≠netuno". O álbum é uma jornada emocional que traça um paralelo entre complexidade das relações humanas, abordando temas como dualidade, sacralidade, pecado e redenção.


"VÊNUS≠netuno" trata da dificuldade de conciliar a relação entre o terreno e o espiritual, o sacro e o profano, o bem e o mal etc, mas com a eterna tentativa de fazer dar certo. Segundo a artista, "VÊNUS≠netuno" é alguém obcecado  por romantizar, idealiza quem ama a ponto de colocá-la num pedestal, atribuindo a essa pessoa a importância “de um deus”, (no nosso caso - deusa) e que, quando de frente com a realidade nua e crua, encontra verdadeiras dificuldades para enfrentá-la ou simplesmente aceitá-la como é, levando à desilusão. 


Sobre o álbum


"VÊNUS≠netuno" representa um marco na carreira de DAY LIMNS, misturando gêneros musicais de forma inovadora. O álbum conta com colaborações especiais de FROID e Hyperanhas, trazendo perspectivas únicas a cada faixa. Os produtores Los Brasileros, DMAX e Isadora Sartor deram vida a essa jornada sonora, enquanto o videoclipe do álbum, dirigido por GAFE, complementa a experiência visual.


DAY LIMNS, um dos principais nomes do POP Underground, convida os entusiastas da música a se entregarem a esta jornada emocional através de "VÊNUS≠netuno". Com milhões de seguidores nas redes sociais, dezenas de milhões de visualizações no YouTube e streams em alta, DAY LIMNS continua a moldar o cenário musical brasileiro com sua inovação e autenticidade. 


Sobre DAY LIMNS


DAY LIMNS é uma cantora e compositora brasileira que vem se destacando no cenário musical nacional. Seu segundo álbum, "Vênus≠Netuno", foi lançado em novembro de 2023, assume um lado mais vulnerável de Day, ampliando sua jornada emocional para temas até então só tratados tangencialmente em sua obra, como culpa, religiosidade e espiritualidade.


Cantora, compositora e escritora, a goiana destacou-se na internet ao postar seus covers, mas foi em 2017 no The Voice Brasil (TV Globo) que conquistou Lulu Santos e todo o Brasil. Ao longo de 7 anos de carreira, acumula sucessos como “Clichê” com mais de 18 milhões de plays, “Tanto Faz” e “Deixa Rolar” ambos com mais de 5 milhões, mostram a força da artista, que também tem parcerias musicais com Di Ferrero, Lucas Silveira, Froid e Hyperanhas, já abriu shows de nomes como Avril Lavigne, 5 Seconds of Summer, colaborou com os norte-americanos da banda Plain White T's no "I Wanna Be Tour", e, foi uma das atrações principais do Lollapalooza Brasil 2024.


Além disso, Day conquistou admiradores e grandes parceiros na música, não só cantando ao lado, mas também assinando composições para Anitta, Vitão, Clau, Rouge, As Baías e Luísa Sonza- sendo co autora de quatro canções no álbum “Doce 22” indicado ao LATIN GRAMMYs™. 


0 comentário

Comments


Artes Livia  (Story)-3.png

 ÚLTIMAS NOTÍCIAS:  #EUsouMS Entrevista: Descubra arte com a Galeria MEIA SETE

#EUsouMS POSTS-4.png
bottom of page