top of page
facaseusite promo.png

Artista da dança transforma sua sala de visita em palco e recebe convidadas para apresentações

Com o tema ´#umanenhumaqualqueruma´, em sua segunda edição, projeto ´Sala de Visita´ evidencia o talento de artistas mulheres que se destacam na capital. Apresentações começam quarta (26).

Nos dias 26 de outubro e 01, 10 e 22 de novembro, às 19h30, a artista da dança Jackeline Mourão realiza a segunda edição do projeto ´Sala de Visita´, recebendo na sala de seu apartamento artistas mulheres de diferentes linguagens, para encontros performáticos de improvisação em dança em diálogo criativo com as convidadas. Em cada dia, Jackeline receberá uma convidada e as apresentações serão ao vivo, com transmissão online e gratuita pelo Youtube, com intérprete de libras. Este projeto conta com o investimento do Fundo Municipal de Investimento Cultural – FMIC/2021, da Prefeitura Municipal de Campo Grande, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Sectur).


Em 26 de outubro, com o Procedimento ´#umaIntrusa´, Jackeline recebe Isabê, artista visual. No dia 01 de novembro, com o Procedimento ´#umaBomba´, a convidada será Lívia Lopes, artista da dança. No dia 10, com o Procedimento ´#umaEsquecida´, a convidada será Franciella Cavalheri, artista da dança. E, no dia 22, com o Procedimento ´#umaAncestral´ a convidada será Maíra Espíndola, multiartista e performer.

Artistas transitam em diferentes áreas da Cultura


Jackeline Mourão é artista da dança, performer, improvisadora, professora e brincante. Transita por vários coletivos artísticos da/na cidade entre eles a Cia Dançurbana, o Conectivo Corpomancia e o Grupo Expressão de Rua, entre outros. Sua formação em dança vem das técnicas das danças urbanas, mas nos últimos anos tem se interessado e pesquisado as danças contemporâneas e a linguagem da improvisação.


Franciella Cavalheri é terapeuta ocupacional e especialista em dança pela UCDB. É integrante - fundadora do Conectivo Corpomancia. Atua no desenvolvimento de experimentos em dança contemporânea com foco na improvisação. É intérprete – bailarina, provocadora em processos de criação e preparadora corporal. Isabella Beatriz de Abreu, a Isabê, é artista visual, musicista por carinho, escreve e atua de vez em quando. Iniciou seu estudo acadêmico em Artes Visuais em 2018, pela UFMS. Em 2020 abriu na capital o seu ateliê de pintura e espaço cultural Ateliê Refazenda.


Maíra Espíndola é graduada em Rádio e TV e, pós-graduada em Imagem e Som. Trabalha na área de criação e produção cultural desde 2000, utilizando diversas técnicas e matérias. Multiartista compôs equipes de produção de curtas metragens, redigiu roteiros para programas de TV e curtas metragens, assinou designs, publicou zines e textos, produziu cenografias de shows, espetáculos de teatro e dança, projetos de iluminação, direção de arte para cinema, performances e exposições. Lívia Lopes é graduada em Artes Cênicas e Dança na UEMS e pós-graduanda em Arte e Educação pela Uniasselvi EAD. Faz parte do corpo dançante da Cia Dançurbana há dez anos, participando de espetáculos e coreografias da cia, além de ser produtora, assistente, e gestora de mídias sociais, de eventos e ações promovidas pela companhia.


Projeto também vai realizar Oficina de Dança e Vivências

Além dos encontros performáticos, o projeto também vai realizar uma Oficina de Dança de 10 horas, no modo presencial, em parceria com o curso de Dança da UEMS, de 21 até 25 de novembro, dentro da programação de mostra de atividades das disciplinas do curso. E, como contrapartida social, serão realizadas duas vivências com mulheres das comunidades atendidas pela CUFA/MS.

Serviço: os encontros performáticos do projeto ´Sala de Visitas´ serão realizados nos dias 26 de outubro e 01, 10 e 22 de novembro, às 19h30, com transmissão ao vivo pelo Youtube. Mais informações pelo Instagram.

Investimento:

Fundo de Investimento Cultural (FMIC)

Prefeitura Municipal de Campo Grande

Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Sectur)

Parcerias:

Curso de Dança da UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul)

Central Única das Favelas (CUFA/MS)

Cia Dançurbana


Texto: Isabela Ferreira / Reconta Conteúdo

Foto: Gabriel Quartin / Divulgação

0 comentário
Fraternidade_sem_Fronteiras_lança_camp
LIVRARIA CAMPO GRANDE MS.png

 ÚLTIMAS NOTÍCIAS:  #EUsouMS Entrevista: Descubra arte com a Galeria MEIA SETE

EUsouMS 2020.png
bottom of page