top of page
facaseusite promo.png

‘Campão Cultural’ marca os 45 anos de MS

Segunda edição do festival oferece programação gratuita com grandes nomes da cultura brasileira


A segunda edição do “Campão Cultural” vem para consolidar o festival como o maior evento artístico de Mato Grosso do Sul. O festival acontece na Capital de MS, entre os dias 8 e 15 de outubro, com atrações de peso da cultura do País. A cerimônia de lançamento do “Campão Cultural” foi realizada no auditório da Governadoria nesta terça-feira (13).



“A cultura é construída por todos nós e o Campão Cultural passa definitivamente a fazer parte do cronograma dos eventos culturais de Mato Grosso do Sul. Ele veio para ficar. São 8 dias de atrações que vão percorrer todas as regiões da nossa Capital, respirando cidadania, cultura, entretenimento e diversidade”, afirmou o governador Reinaldo Azambuja. “Esta segunda edição do Campão Cultural é a consolidação daquilo que representa a cultura e a diversidade para o nosso Estado, de tudo o que representa o setor cultural. E acontece em um momento muito especial, no qual Mato Grosso do Sul celebra os seus 45 anos de criação”, completa o governador.


Esse ano, o Campão terá a duração de 8 dias, com extensa programação na Esplanada Ferroviária, praças Ari Coelho e do Rádio, além do Parque das Nações Indígenas e mais quatro bairros da cidade, com investimento de mais de R$ 12 milhões. A expectativa é que o público supere a marca de 65 mil pessoas da primeira edição do festival em 2021.


“O Campão já nasceu como o maior festival de Mato Grosso do Sul, não somente em tamanho nem em valores, mas sim por ser o maior caldeirão de encontro artístico-cultural do nosso Estado. Descentralizado e acessível para a população. É um festival que fomenta a pluralidade de pensamento e tem por objetivo proporcionar que as nossas realidades sejam transformadas”, ressaltou Eduardo Romero, secretário de Cultura e Cidadania.


O presidente da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, Gustavo de Arruda Castelo, o Cegonha, afirmou que “o festival Campão Cultural une a arte, cultura, diversidade e cidadania num verdadeiro caldo cultural. É uma homenagem a todos os desbravadores que se aventuraram em nossa região e aqui deixaram seus legados e raízes”.


Cegonha também lembrou da importância dos festivais no reconhecimento e valorização dos artistas sul-mato-grossenses e informou aos presentes que foi publicado na edição desta terça-feira (13) do Diário Oficial, o chamamento público para a seleção dos artistas locais que irão se apresentar no “Campão Cultural”.


O Festival


Em 2021, a primeira edição do “Campão Cultural” aconteceu durante 14 dias, com 150 atrações em vinte locais diferentes, por dez bairros da Capital e dois distritos: Rochedinho e Anhanduí. Em 2022, a segunda edição será concentrada na Esplanada Ferroviária e também nas Praças Ari Coelho e do Rádio, além do Parque das Nações Indígenas e mais quatro bairros da cidade. Entre as atrações nacionais da música destacam-se Péricles, Roberta Miranda, Pitty e Nando Reis, entre outros.


O “Campão Cultural” é uma realização do Estado de Mato Grosso do Sul, por meio da Secretaria de Cidadania e Cultura de MS (SECIC) e Fundação de Cultura de MS (FCMS), com apoio da Prefeitura de Campo Grande, através da Secretaria de Municipal de Cultura e Turismo (SECTUR).


Mais informações


Foto: Marithê do Céu

0 comentário
Fraternidade_sem_Fronteiras_lança_camp
LIVRARIA CAMPO GRANDE MS.png

 ÚLTIMAS NOTÍCIAS:  #EUsouMS Entrevista: Descubra arte com a Galeria MEIA SETE

EUsouMS 2020.png
bottom of page