top of page

Casa-Quintal Manoel de Barros será inaugurada no próximo domingo (25)

A residência onde o poeta Manoel de Barros (1916-2014) viveu com a esposa Stella Barros e família nas últimas décadas de sua vida, em Campo Grande, está sendo transformada em Polo Cultural intitulado Casa-Quintal Manoel de Barros com recantos lúdicos que evocam a memória do escritor e oferecem espaços de interação com o público infantil.


O lugar que serviu de inspiração para Manoel de Barros criar parte significativa de sua obra, será aberto para visitação neste domingo (25) a partir das 18 horas com a presença da atriz e poetisa, Elisa Lucinda; a poetisa indígena Gleycielli Nonato Guató e do grupo de jazz El Trio. A professora Maria Adélia Menegazzo, da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, discorrerá antes do evento sobre o percurso artístico do escritor sul-mato grossense.



A criação do novo espaço cultural em Campo Grande voltado à memória e a invenção poética é fruto de um movimento que aglutina artistas e produtores do estado e de todo o país, que se reuniram enquanto Sociedade dos Amigos da Casa-Quintal Manoel de Barros em projeto realizado pela Fundação Nelito Câmara, Pólo Filme e correalizado pelo Sesc Cultura do estado e com o apoio da Energisa. O projeto conta ainda com o apoio cultural da Polca, Cine Café e Essência de Mato.


O ambiente doméstico onde viveu Manoel de Barros com sua vasta biblioteca e o escritório “Lugar de Ser Inútil”, será exposto ao público em geral a partir do dia 19 de outubro com a participação da atriz e poetisa, Bruna Lombardi, que exibirá uma entrevista que fez para a TV nos anos 90 com o poeta na própria casa. A visitação poderá ser agendada pela plataforma Sympla com início no dia 28 de setembro.


Outra atração já confirmada para o dia 10 de novembro é a cantora e compositora Tetê Espíndola, que fará um pocket show na Casa com poemas musicados de Manoel de Barros.

Além da exposição de documentos raros, cartas trocadas pelo poeta com amigos como o jornalista Pedro Espíndola, desenhos de sua autoria e fotos que retratam o cotidiano de Manoel na sua fazenda no pantanal e na residência em Campo Grande, a Casa-Quintal terá ainda uma sala imersiva concebida pelo artista visual Ivan Soares com imagens de Manoel de Barros dos filmes “Caramujo-Flor”, de Joel Pizzini e “Planuras”, de Maurício Copetti bem como registros audiovisuais de Ricardo Câmara Pieretti no interior da casa do escritor.


União voltada à preservação de uma história


Entre os artistas que aderiram a recriação da residência em “Casa-Quintal Manoel de Barros” estão os escritores Raduan Nassar, Mia Couto, Eucanaã Ferraz, Sérgio Medeiros, Adalberto Müller; os cantores e compositores, Ney Matogrosso, Tetê Espíndola, Adriana Calcanhoto, Alzira Espíndola, Egberto Gismonti, João Guilherme Ripper e as atrizes e poetisas, Bruna Lombardi, Elisa Lucinda, Gleycielli Nonato Guató.


Com idealização de Silvestre de Barros, Pedro Espíndola e Ricardo Pieretti Câmara, Curadoria de Joel Pizzini, Produção Executiva de Juliana Domingos, Direção de Arte de Mariana Villas-Bôas e Paula Bueno e uma equipe de colaboradores artísticos da cidade como Mary Saldanha, Casa Muxarabi, Thaís Pompêo, Roberta Siqueira, Renata Sibele e Bruno Atra, a Casa-Quintal abre as portas para todos que admiram o legado de Manoel de Barros.


Foto: Flavio André / Mtur

0 comentário

Comentarios


Artes Livia  (Story)-3.png

 ÚLTIMAS NOTÍCIAS:  #EUsouMS Entrevista: Descubra arte com a Galeria MEIA SETE

#EUsouMS POSTS-4.png
bottom of page