EUsouMS 2020.png

 ÚLTIMAS NOTÍCIAS:  Sebrae orienta empresários em tempo de pandemia

respire 6.gif
BANNER SITE - GALERIA MEIA SETE.jpg

Ceia de virada com moderação

Influenciadores revelam estratégias para manter o foco na alimentação saudável

Aquela mesa farta, com pratos que atraem olhares, são deliciosos, mas que muitas vezes pesam na balança. Tradição em família, a ceia de virada de Ano Novo é tão recheada de guloseimas e calorias quanto a ceia de Natal. Para não pisar na jaca e manter o foco, alguns influenciadores digitais revelam as estratégias que podem ajudar a garantir uma celebração saborosa, divertida e saudável.


Para a influenciadora Patrícia Donida, que conta com um canal no instagram sobre nutrição, suplementação e corrida se durante todo o ano, a dieta for equilibrada, não há muito o que se preocupar nessas festas. “Não é uma ceia de natal ou ano novo, que vai estragar a sua vida e sua dieta. Se cuidou nos outros dias, é permitido comer uma coisinha diferente, aproveitar as sobremesas, afinal família reunida festejando não é momento de ficar se preocupando com dieta, mas é preciso equilíbrio não sair comendo tudo que vê.

Mesmo para quem cuidou ou não da dieta e não quer cometer exageros, Patrícia explica que uma boa estratégia é economizar as calorias durante o dia, antes da ceia. “Mas não é ficar sem comer, e sim fazer refeições mais leves durante o dia, diminuir o consumo de carboidratos, pela manhã comer ovos mexidos e café preto sem açúcar, no almoço caprichar na salada verde com tudo que tem direito, fazer aquele prato com uma boa proteína, e deixar para a noite comer um pouco mais à vontade, inclusive os carboidratos, arroz, docinhos, bebidas”.

Outra dica da influenciadora é ficar atenta às bebidas alcoólicas e às sobremesas. “Tente beber devagar intercalando com água entre um copo e outro, para que consiga amenizar a quantidade de álcool que é bastante prejudicial. Com relação a doces, saiba escolher. Não é porque a mesa está repleta deles que precisa comer todos. Opte por aquele que mais gosta e valerá a pena sair da dieta”, afirma. Um bom truque é comer uma fruta antes do doce, pois assim vai estar com o paladar doce mais satisfeito.

Se não foi possível cuidar e o exagero foi o ingrediente principal das refeições, Patrícia alerta sobre as estratégias mirabolantes e erradas que muita gente aposta, como ficar de jejum, exagerar nos aeróbicos. “Apenas volte a dieta normal. Não se culpe por um excesso ou outro que cometeu na ceia, só volte para sua dieta equilibrada, se hidrate para eliminar a retenção de líquido que acontece quando escorregamos na alimentação

Leandro Caminha, influenciador que atualmente mora na cidade de Bonito e é conhecido por sua história de superação e transformação física e pessoal, até que não sofre muito nessas ocasiões. “Nos últimos anos venho tentando nas ceias em família, colocar uma alimentação sem proteína animal, algo mais inovador”, conta. Desde um bobó e um salpicão, ambos de jaca, salada de grão de bico, lentilha e até tofu, que deve entrar na receita deste final de ano, a cada celebração Leandro traz o tradicional mas sempre acrescenta algo diferente. Claro que não dá para fugir das delícias como a conhecida rabanada. “Até vejo como uma bomba, porém uma vez ao ano não tem muito problema, mas sem excessos”, finaliza.

Uma dica de Rafa Talamask, influenciador e modelo fitness de Campo Grande, é escolher apenas uma das datas mais festivas para liberar o consumo de todas as delícias. “Tiro um dia, no natal ou ano novo, para uma refeição livre, seja salgada ou doce. Nos demais dias, procuro voltar a minha rotina, que é comendo chocolates de 60/70%, procurando produtos de sobremesa sem açúcar”, conta. O que Talamask não abre mão, é das atividades físicas. “Elas continuam independente das datas comemorativas. Com ceia ou não, o treinamento tem que acontecer”, diz.

Para a nutricionista do Fort Atacadista, Gláucia Stasiak, a grande questão dessas festas de final de ano é saber medir as quantidades e equilibrar as refeições. A grande sacada é investir nas frutas tradicionais deste período. Oleaginosas, como avelã, pistache, nozes, amêndoas e castanhas são boas alternativas. “Elas ajudam a proteger o coração e reforçam a imunidade. Temos ainda, as frutas secas como damasco, figo, ameixa e uva-passa, ingredientes que proporcionam saciedade e ajudam a regular o intestino”, avalia.

As frutas da estação também são muito consumidas nas ceias das casas brasileiras. O abacaxi, por exemplo, acompanha muito bem a carne de porco e tem propriedades diuréticas, afirma Gláucia. “Outra fruta típica é o pêssego, que tem características desintoxicantes, além de ser diurético e laxativo. Já a cereja tem poder anti-inflamatório e, apesar de ser doce, pode ser consumida até mesmo por quem é diabético. Há, ainda, a uva, que traz grandes benefícios para a saúde da pele e ajuda a combater o envelhecimento. Uma dica importante para a ceia é tentar combinar ao máximo as frutas com os pratos principais, como manga com peito de peru. A preferência por alimentos grelhados e assados, somados a uma salada bem colorida, com bastante folhas, frutas e oleaginosas tornam a alimentação mais rica nesta época.

No Fort Atacadista, em todas as unidades é possível encontrar frutas frescas, no setor de hortifruti. Às quintas-feiras, os preços estão ainda mais baixos, já que todas as unidades promovem a “Quinta Verde”. Vale lembrar que as compras no atacarejo podem ser feitas com Vuon Card, cartão de crédito próprio da empresa.

0 comentário
gif eu sou ms.gif
Video.gif
Fraternidade_sem_Fronteiras_lança_camp
Captura de Tela 2021-01-14 às 08.39.19.p
Para Você.jpg