top of page

Centro Cultural recebe evento em comemoração ao Dia Nacional do Reggae no próximo sábado

O Centro Cultural José Octávio Guizzo, unidade da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, recebe no dia 11 de maio, das 15 às 22 horas, um evento em comemoração ao Dia Nacional do Reggae. Será feito também um tributo especial a Bob Marley 2024, com o sistema de som do Rockers Sound System e da Radiola Reggae MS. Os seletores Diego Manciba e Daniel Jah Rebel ficarão no controle do som, além de amigos e convidados no microfone, como os cantores André Stábile, João Leão, Rafaela Oliveira e Édipo Ortiz. O evento vai contar com os instrumentistas Carlos Pinho(guitarra) e Todi (Saxofonista). 


O evento contará com espaço de arte e artesanato, área para crianças, opções de alimentação saudável e muita música reggae. O evento é aberto ao público, é solicitado trazer alimentos, roupas e brinquedos para doação para entidades carentes.

O evento é realizado pela Associação Reggae de Mato Grosso do Sul com apoio da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, Centro Cultural José Octávio Guizzo, Programa Xaymaca Reggae e Redee FM 104.7.


O Centro Cultural José Octávio Guizzo, unidade da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, recebe no dia 11 de maio, das 15 às 22 horas, um evento em comemoração ao Dia Nacional do Reggae. Será feito também um tributo especial a Bob Marley 2024, com o sistema de som do Rockers Sound System e da Radiola Reggae MS. Os seletores Diego Manciba e Daniel Jah Rebel ficarão no controle do som, além de amigos e convidados no microfone, como os cantores André Stábile, João Leão, Rafaela Oliveira e Édipo Ortiz. O evento vai contar com os instrumentistas Carlos Pinho(guitarra) e Todi (Saxofonista).   O evento contará com espaço de arte e artesanato, área para crianças, opções de alimentação saudável e muita música reggae. O evento é aberto ao público, é solicitado trazer alimentos, roupas e brinquedos para doação para entidades carentes.  O evento é realizado pela Associação Reggae de Mato Grosso do Sul com apoio da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, Centro Cultural José Octávio Guizzo, Programa Xaymaca Reggae e Redee FM 104.7.  Segundo Diego Manciba, presidente da Associação Reggae de Mato Grosso do Sul, essa comemoração acontece mundialmente todos os anos. “E aqui no brasil e posso dizer que já é tradicional desde 2012 quando a data comemorativa ao gênero musical foi instituída. Nossa missão como associação cultural é promover o estilo musical reggae”.  As letras das músicas reggae frequentemente expressam críticas sociais e clamam pela liberdade, paz mundial e preservação ambiental. O movimento está intrinsecamente ligado à crença rastafári, que mescla elementos do judaísmo, cristianismo e islamismo, surgindo na Jamaica durante as revoltas populares da década de 1930.  Atualmente, o dia 11 de maio é celebrado como o Dia Nacional do Reggae no Brasil, em homenagem ao falecimento do icônico cantor e compositor jamaicano Robert Nesta Marley, mais conhecido como Bob Marley, cuja influência ajudou a difundir o ritmo pelo mundo.  Além disso, no Brasil, o reggae teve em Gilberto Gil um de seus precursores, e hoje em dia, está firmemente estabelecido na cena musical com uma variedade de bandas e estilos, que combinam o ritmo com outras influências musicais, ampliando sua base de fãs.  Em Campo Grande, explica Diego Manciba, a cena tem mais de 30 anos e se mostra resistente como em todo lugar do planeta onde essa música se misturou com a cultura local. “Pessoas como Rasdair Da Mata foram precursoras do estilo aqui no Estado com seu programa de rádio há 25 anos e que até hoje apresenta seu programa a mais de 8 anos ininterruptos. Bandas locais em atividade na capital: Banda Canaroots, Louva Dub, Sandim e Banda, Banda Marolo, Laris , Manuzeira. Em Dourados temos a banda Raíz de Salomão. Temos vários DJs na cidade que tocam reggae, em corumbá tem o Dj Tico do Bem, em Três Lagoas tem o DJ Roots. Temos também produtores culturais de reggae que são os maiores responsáveis por manter a cultura reggae rastafari viva, através de seus eventos e festivais, como maior festival de reggae do Estado posso citar o Festival Dread Day. Temos um bloco de carnaval de reggae desde 2008”.  “A cena se mostra resistente, por mais dificuldades que existam de trabalhar com a cultura e a arte no nosso estado e na nossa cidade, permanecemos fazendo isso por amor e por acreditar nesse estilo de vida que o reggae promove! Paz, amor, união entre todas as raças, direitos iguais e justiça. O reggae é música espiritual, música de libertação, mÚsica que eleva as pessoas e faz elas quererem ser pessoas melhores, uma festa como essa tem como objetivo reunir as pessoas dessa comunidade, afim de termos bons momentos. Cantar dançar se alegrar e prestar a homenagem merecida a Bob Marley”.  Serviço:  Evento em comemoração ao Dia Nacional do Reggae e Tributo a Bob Marley  Data: 11 de maio de 2024  Horário: das 15 às 22 horas  Local: Centro Cultural José Octávio Guizzo - Rua 26 de Agosto, 453 – Centro  Entrada franca. Trazer alimentos, roupas e brinquedos para doação
Foto: Ishikawa Fotografias / Divulgação

Segundo Diego Manciba, presidente da Associação Reggae de Mato Grosso do Sul, essa comemoração acontece mundialmente todos os anos. “E aqui no brasil e posso dizer que já é tradicional desde 2012 quando a data comemorativa ao gênero musical foi instituída. Nossa missão como associação cultural é promover o estilo musical reggae”.


As letras das músicas reggae frequentemente expressam críticas sociais e clamam pela liberdade, paz mundial e preservação ambiental. O movimento está intrinsecamente ligado à crença rastafári, que mescla elementos do judaísmo, cristianismo e islamismo, surgindo na Jamaica durante as revoltas populares da década de 1930.


Atualmente, o dia 11 de maio é celebrado como o Dia Nacional do Reggae no Brasil, em homenagem ao falecimento do icônico cantor e compositor jamaicano Robert Nesta Marley, mais conhecido como Bob Marley, cuja influência ajudou a difundir o ritmo pelo mundo.


Além disso, no Brasil, o reggae teve em Gilberto Gil um de seus precursores, e hoje em dia, está firmemente estabelecido na cena musical com uma variedade de bandas e estilos, que combinam o ritmo com outras influências musicais, ampliando sua base de fãs.


Em Campo Grande, explica Diego Manciba, a cena tem mais de 30 anos e se mostra resistente como em todo lugar do planeta onde essa música se misturou com a cultura local. “Pessoas como Rasdair Da Mata foram precursoras do estilo aqui no Estado com seu programa de rádio há 25 anos e que até hoje apresenta seu programa a mais de 8 anos ininterruptos. Bandas locais em atividade na capital: Banda Canaroots, Louva Dub, Sandim e Banda, Banda Marolo, Laris , Manuzeira. Em Dourados temos a banda Raíz de Salomão. Temos vários DJs na cidade que tocam reggae, em corumbá tem o Dj Tico do Bem, em Três Lagoas tem o DJ Roots. Temos também produtores culturais de reggae que são os maiores responsáveis por manter a cultura reggae rastafari viva, através de seus eventos e festivais, como maior festival de reggae do Estado posso citar o Festival Dread Day. Temos um bloco de carnaval de reggae desde 2008”.


“A cena se mostra resistente, por mais dificuldades que existam de trabalhar com a cultura e a arte no nosso estado e na nossa cidade, permanecemos fazendo isso por amor e por acreditar nesse estilo de vida que o reggae promove! Paz, amor, união entre todas as raças, direitos iguais e justiça. O reggae é música espiritual, música de libertação, mÚsica que eleva as pessoas e faz elas quererem ser pessoas melhores, uma festa como essa tem como objetivo reunir as pessoas dessa comunidade, afim de termos bons momentos. Cantar dançar se alegrar e prestar a homenagem merecida a Bob Marley”.


Serviço:


Evento em comemoração ao Dia Nacional do Reggae e Tributo a Bob Marley

Data: 11 de maio de 2024

Horário: das 15 às 22 horas

Local: Centro Cultural José Octávio Guizzo - Rua 26 de Agosto, 453 – Centro

Entrada franca. Trazer alimentos, roupas e brinquedos para doação


Texto: Karina Lima / FCMS

0 comentário

Comentarios


Artes Livia  (Story)-3.png

 ÚLTIMAS NOTÍCIAS:  #EUsouMS Entrevista: Descubra arte com a Galeria MEIA SETE

#EUsouMS POSTS-4.png
bottom of page