EUsouMS SESSION PLANA.png
respire 6.gif
BANNER SITE - GALERIA MEIA SETE.jpg

Com três editais lançados em 2021, Corumbá executou todo o recurso recebido pela Lei Aldir Blanc

A Prefeitura de Corumbá, por meio do Fundo Municipal de Investimentos Culturais do Pantanal – FIC/Pantanal, conseguiu executar todo o recurso que recebeu da Lei Aldir Blanc nº 14.017/2020. Gerido pela Fundação da Cultura e do Patrimônio Histórico em parceria com o Conselho Municipal de Política Cultural, o FIC/Pantanal existe como instrumento de fomento à classe artística corumbaense.



Do início de outubro até meados de dezembro foram lançados três editais de premiação, os dois iniciais primaram pelo caráter humanitário da Lei, com vistas a atender, principalmente, a classe cultural tão impactada pelas medidas impostas como controle do avanço da pandemia Covid-19. A expectativa era beneficiar cerca de 400 trabalhadores/as da cultura corumbaense, com os R$ 548.277,60 (quinhentos e quarenta e oito mil, duzentos e setenta e sete reais e sessenta centavos) que foram destacados para cumprir a obrigatoriedade do inciso III (do artigo 2º) da Lei Aldir Blanc.


O edital nº 001/2020 ocupou R$ 184.000,00 (cento e oitenta e quatro mil reais), premiando 117 propostas e alcançando um total de 156 pessoas beneficiadas. O segundo edital premiou 102 propostas e beneficiou o total de 143 agentes culturais dos diversos setores criativos, ocupando R$ 159.900,00 (cento e cinquenta e nove mil e novecentos reais).


O último edital assegurou o caráter emergencial e humanitário, mas diferiu um pouco dos anteriores, possibilitando a inscrição de iniciativas culturais existentes no município. Além disso, um dos eixos mais concorridos foi o das ideias inovadoras, no qual foram recebidas propostas a serem executadas em 2021. Neste último edital foram utilizados R$ 429.000,00 (quatrocentos e vinte e nove mil reais), beneficiando, diretamente, 102 proponentes.


“Diferente do que aconteceu em outros municípios e até estados, nós conseguimos aplicar todo o recurso que foi destinado para Corumbá. Se tivéssemos mais dinheiro e tempo, certamente conseguiríamos beneficiar muitos outros trabalhadores e trabalhadoras da cultura” afirmou Joilson Cruz, diretor-presidente da Fundação da Cultura e do Patrimônio Histórico de Corumbá.


Texto: Prefeitura Municipal de Corumbá / Divulgação

Foto: Renê Marcio Carneiro/PMC

0 comentário
Fraternidade_sem_Fronteiras_lança_camp
Captura de Tela 2021-01-14 às 08.39.19.p
Video.gif

 ÚLTIMAS NOTÍCIAS:  #EUsouMS Entrevista: Descubra arte com a Galeria MEIA SETE

EUsouMS 2020.png