top of page

Fabiana Cozza lança “Dia de Glória”

Na próxima terça-feira, dia 10, a cantora Fabiana Cozza lança o single “Dia de Glória”, que apresenta o álbum de canções inéditas de Nei Lopes: compositor, escritor, intérprete e um dos maiores estudiosos das culturas africanas no Brasil.

A ideia de gravar um álbum dedicado ao compositor carioca, que completou 80 anos em 2022, veio a partir de canções que Fabiana recebeu de Marcus Fernando, produtor de Nei Lopes. “Ouvi mais de 30 temas e foi exatamente ‘Dia de Glória’ que provocou estímulos para essa homenagem, sendo o primeiro tema que ouvi”, conta a cantora paulistana.


Fabiana Cozza lança “Dia de Glória”, single que antecede a chegada do álbum dedicado a canções inéditas de Nei Lopes
Foto: Marcos Hermes

Inspirada no samba “Dia de Graça”, pérola do compositor Candeia (morto há 45 anos), “Dia de Glória” é uma das quatro parcerias inéditas de Nei Lopes eWilson Moreira incluídas no álbum de Fabiana Cozza, que vai chamar-se “Urucungo”. As outras três são “Ré, Sol, Si, Ré”, “Quesitos” e “Senhora do Mundo”. Do quimbundo, "Urucungo" é um dos nomes para berimbau. O disco é assim um chamamento, uma convocação à obra de Nei Lopes.

A gravação de “Dia de Glória” conta com a participação especialíssima de Leci Brandão: é a primeira vez que ela canta com Fabiana e também a primeira gravação de Leci para um samba de Nei Lopes. “Leci tem uma trajetória artística e política conhecida e reconhecida, como uma defensora dos direitos civis do povo negro e dos direitos humanos, de maneira ampla. Intuí que ela vocalizar os versos de Nei nessa parceria com Wilson Moreira traduziria a potência, a esperança e a luta por mudanças sociais sugeridas na canção”, pontua Fabiana Cozza.



A construção do álbum passou pelo desejo de Fabiana de apresentar a riqueza poética e a pluralidade do compositor: “Nei Lopes desfila com maestria por diversos territórios do samba - partido alto, samba-canção, samba-enredo, jongo -, com parceiros tão diversos como Dauro do Salgueiro, Ivan Lins, Fátima Guedes, Everson Pessoa, Francis Hime, Guinga e Wilson Moreira”, finaliza.

O álbum foi dirigido por Henrique Araújo (cavaquinista, bandolinista) que também assina a produção musical junto do percussionista Douglas Alonso. Ambos têm uma longa trajetória musical ao lado de Fabiana Cozza tendo participado de praticamente toda a sua discografia.

Em projetos anteriores, a cantora já havia homenageado Dona Ivone Lara em “Canto da noite na boca do vento” (2019); o lendário cubano Bola de Nieve no premiado “Ay, amor!” (2017), e Clara Nunes em “Canto Sagrado” (2013). Nono em sua discografia e terceiro pela Biscoito Fino, “Urucungo”, tem lançamento marcado para 10 de novembro.

0 comentário

Comments


Artes Livia  (Story)-3.png

 ÚLTIMAS NOTÍCIAS:  #EUsouMS Entrevista: Descubra arte com a Galeria MEIA SETE

#EUsouMS POSTS-4.png
bottom of page