top of page

Papo de Mãe: Mãe feliz, filha feliz

Atualizado: 25 de mar. de 2022

Reapareci como se nada tivesse acontecido. Mas, antes que briguem comigo, todo esse sumiço tem uma explicação: voltei a trabalhar fora de casa. 


Fiquei quase dois anos me dedicando à Lívia e na rotina de dona de casa, mas, para mim, sempre faltou algo. Gosto de trabalhar, ter horários para cumprir e uma rotina a ser obedecida (mesmo que a minha profissão não tenha uma certa rotina). Sabia que faltava algo, até que consegui entender que era, justamente, o fato de estar empregada. O processo para entrar na empresa que estou não foi fácil, meses de conversa, mas, no fim, deu tudo certo. 

Na segunda-feira (05) foi o primeiro dia, parecia adolescente indo ao primeiro encontro: frio na barriga e noite sem dormir. Mas, mais do que isso, a minha preocupação era em saber como a Lívia ficaria, afinal, pela primeira vez, não seria eu cuidando dela e sim outra pessoa. E se ela ficar doente? E se acordar chorando porque não estou lá? Será que vai se alimentar corretamente? 


Durante cada explicação sobre as minhas novas atividades vinha o pensamento “o que será que ela está fazendo agora? Já comeu? Já acordou? ”. Aos poucos meu coração acalmou e tudo foi entrando nos eixos. 


Trabalhar (ou não) fora de casa nos mostra que a vida de mãe, em todos os momentos, é marcada por renúncias. Estamos tentando equilibrar os pratinhos e, muitas vezes, temos que deixar um de lado pela nossa felicidade. De nada adianta pensarmos apenas na felicidade dos nossos filhos e esquecermos o que, de fato, nos faz bem. No meu caso era trabalhar fora de casa e poder voltar a fazer isso já fez de mim uma outra pessoa.  


Os momentos com a Lívia tem sido bem mais aproveitados que antigamente. Ela está com uma pessoa que, além de cuidar da minha casa, aproveita os momentos para brincar com ela. Estamos as duas com os nossos potinhos de amor sendo cheios enquanto estamos uma longe da outra e, quando estamos juntas temos aproveitado para terminar de encher os potinhos. 


No fim do dia temos mãe e filha felizes e com a certeza de que para fazer minha filha feliz, eu preciso estar feliz.  

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Artes Livia  (Story)-3.png

 ÚLTIMAS NOTÍCIAS:  #EUsouMS Entrevista: Descubra arte com a Galeria MEIA SETE

#EUsouMS POSTS-4.png
bottom of page