top of page

Projeto percorre sete municípios do MS para democratizar acesso à música erudita

"Se você quiser entender música melhor, não há coisa mais importante a fazer do que ouvir música. Não há nada que possa substituir esse hábito". A frase do músico e escritor Aaron Copland, traduz bem a essência do Projeto “Música Erudita nas Escolas e Universidades” que percorrerá sete cidades sul-mato-grossense (São Gabriel, Coxim, Rio Verde, Aquidauana, Naviraí, Três Lagoas e Campo Grande), com o intuito de proporcionar de forma gratuita, acesso ao repertório de salas de concertos em ambientes de educação em municípios onde a música erudita é pouco difundida.



A turnê musical iniciará por Coxim, no dia 12 de abril (quarta-feira). Em seguida, no dia 13 de abril (quinta-feira), será a vez de Aquidauana sediar o concerto. Já em 18 de abril (terça-feira), Três Lagoas será palco das apresentações e, no dia 27 de abril (quinta-feira), Naviraí recepciona os artistas. As próximas apresentações ocorrem no mês de maio, no dia 19 (sexta-feira) em Rio Verde e 22 (segunda-feira) em São Gabriel do Oeste. A última parada será em Campo Grande, no dia 1º de junho (quinta-feira). Os concertos ocorrem em escolas públicas e campus da UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Nos polos da Universidade as apresentações serão abertas ao público em geral.


Um trabalho de difusão musical que terá no talento de três artistas a ponte para interligar o público ao universo erudito. Será pela voz da soprano, Bianca Danzi, o som inconfundível de um violino, apresentado ou executado pelo artista Gabriel Almeida, e a versatilidade e som encorpado de um dos instrumentos mais populares, o violão apresentado ou . idem ao anterior músico Evandro Dotto, que o público será convidado a mergulhar no universo erudito.


“A nossa preocupação está na democratização do acesso à cultura. Ninguém gosta de algo que não conhece, por isso que vamos visitar escolas e universidades com esse objetivo de aproximar o público demonstrando o quão agradável é a música erudita, despertando a curiosidade da plateia, contando um pouco das histórias e até mesmo mostrando às pessoas a riqueza musical do nosso estado, que tem nomes importantes neste universo clássico”, garante o músico, produtor cultural e idealizador do projeto, Evandro Dotto.

Raízes - Violonista de formação, Evandro enfatiza que além de toda a parte cultural, o projeto tem em seu DNA outro aspecto muito importante que é questão de memória e identidade que vem como uma reafirmação de que o Mato Grosso do Sul tem música erudita de alta performance e refinamento.


“Os concertos terão em média uma hora de duração e a ideia é ser algo leve, com aproximação com o público. Nosso repertório ou como se diz nos aplicativos de músicas, nossa playlist, fará uma visita por músicas clássicas da renascença, barroco, clássico, romântico e moderno — como também obras brasileiras e regionais. É justamente aí que vamos trazer um violonista do MS que é pouco conhecido, mas, que é um dos pioneiros do violão brasileiro, Levino Albano. Artista que tem uma história linda de superação, pois aos 6 anos teve cegueira, desencadeada pela febre amarela, e encontrou na música um renascimento. Ele desempenhou um papel importante no cenário musical brasileiro no início do século XX, ao lado de grandes nomes como João Pernambuco e Américo Jacomino - o Canhoto”.


Para quem respira música desde criança, como é o caso da cantora Bianca Danzi, a expectativa de colocar o pé na estrada já é grande. “Quando o Evandro fez o convite, aceitei na mesma hora, é algo muito gratificante porque vai trabalhar com um repertório que não está na mídia e fazer as crianças e jovens se encantarem”, pontua a soprano que vê no projeto um chamado para a formação de público, “A maioria das pessoas não conhecem, por isso não gostam, acham que a música erudita é uma coisa cansativa, chata, e, no final, elas acabam se surpreendendo, vendo que é algo bonito, divertido como os outros estilos musicais”.


Projeto “Música Erudita nas Escolas e Universidades” foi contemplado pelo FIC (Fundo de Investimentos Culturais), promovido pela FCMS (Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul), por meio da Setescc (Secretaria de Estado de Turismo, Esporte, Cultura e Cidadania), do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul. Trabalho artístico que conta com o apoio da UFMS.


Serviço:


Projeto “Música Erudita nas Escolas e Universidades”


Coxim - A apresentação será no dia 12 de abril, a partir das 10h, na Escola Municipal Willian Tavares, que fica na Av. Luiz Gonzaga, 450- Silviolandia.


Aquidauana – O concerto será no dia 13 de abril, às 21h, no CPAQ - Campus Aquidauana da UFMS, Unidade II - Saguão do bloco B. O campus fica situado na Rua Oscar Trindade de Barros - Serraria.


Três Lagoas – A apresentação será às 15h, no Campus de Três Lagoas - CPTL UFMS - Campus II - saguão do bloco VIII, na Rua Onze, Vila Piloto.


Naviraí - O concerto será no dia 27 de abril, às 20h30, no Campus de Naviraí - CPNV UFMS – Bloco I -, que fica na Rodovia MS-141, Km 04, saída para Ivinhema.


Rio Verde - A apresentação será às 9h30, na Escola Municipal Dr. Cezar Galvão, na Rua. Alm. Tamandaré, 70 - Centro do município


São Gabriel do Oeste - O concerto ocorre às 10h, na Escola Estadual São Gabriel, na Rua José Ferreira Rosa, n.º 384, centro da cidade


Campo Grande - 1º de junho, às 19h30, na Faculdade de Artes, Letras e Comunicação (FAALC/UFMS), no auditório Prof. Luis Felipe de Oliveira, na Av. Sen. Antônio Mendes Canale, 423 - Pioneiros.


Toda a programação é gratuita. Mais informações pelo Instagram eviolaodotto.

0 comentário

Comentários


Artes Livia  (Story)-3.png

 ÚLTIMAS NOTÍCIAS:  #EUsouMS Entrevista: Descubra arte com a Galeria MEIA SETE

#EUsouMS POSTS-4.png
bottom of page