top of page

Repetente Records celebra 1 ano em festa com jams e anúncio surpresa

Evento especial do selo de três músicos do CPM22 (Badauí, Phil Fargnoli e Ali Zaher) junto ao diretor artístico Rick Lion acontece no dia 31/05, no Fabrique Club (SP)


Foto: Andreza Sena (@andreza__sena)

Um ano de Repetente Records! Um baita ano de perseverança, profissionalismo e valorização do rock independente através da experiência do agora quarteto Badauí, Phil Fargnoli e Ali Zaher Jr. (músicos do CPM 22) e Rick Lion, que desde o início do selo, em abril de 2022, já promoveram potentes lançamentos das bandas Anônimos Anônimos, Fibonattis, Faca Preta, Escombro e Magüerbes - em breve também da Statues on Fire e outras.


Este primeiro aniversário da Repetente Records será celebrado na capital paulista (SP) em grande estilo no dia 31 de maio, uma quarta-feira, a partir das 20h, no Fabrique Club (rua Barra Funda, 1075 – Barra Funda). (Os ingressos para a festa já estão à venda).


Neste evento especial, o palco do Fabrique vai receber jams de todas as bandas do selo, além de convidados especiais.


Badauí comenta sobre a festa de 1 ano de Repetente Records. “Essa festa é para comemorar uma marca importante de um projeto que está apenas no início, mas é também uma forma de agradecer as bandas que confiaram em nós e no crescimento do selo! A nossa ideia sempre foi fortalecer a cena com bandas que têm discursos afiados e aglutinar seus fãs com o mesmo propósito! Será uma noite inesquecível!”.


Mas o palco da festa também será para anúncios, como o da banda que entrará para o time Repetente Records. Além de ser revelada, a banda – ainda surpresa – tocará algumas músicas, uma espécie de mini show. E só um spoiler: trata-se de um nome que faz, hoje, um dos shows mais enérgicos de toda cena punk/hardcore nacional.


Rick Lion destaca o diferencial do selo no mercado fonográfico do rock independente no Brasil. "Ao contrário da maioria dos selos, a Repetente Records nasceu com o objetivo principal de alavancar e fortalecer a cena como um todo, trazendo àqueles que estão começando a experiência de quem vive por anos dentro do cenário nacional da música. Aqui, na Repetente, tem suporte, profissionalismo, novas ideias e parcerias".


A Festa de 1 ano da Repetente Records conta com apoio da Jack Daniels, loja de skate Ratus (localizada em Santo André/SP) e da 89 FM - Rádio Rock, por meio do programa Heavy Pero No Mucho - o apresentador Thiago DJ vai discotecar nessa noite no Fabrique!


Repetente Records: persistir na devoção pela música


A festa no dia 31/05 no Fabrique Club será uma forma de enaltecer um ano em que quarteto Badauí, Phil Fargnoli, Ali Zaher Jr. e Rick Lion apostaram naquela que pode ser considerada a gênese da Repetente Records: a persistência na chama da paixão pela música e disposição ainda com muito fôlego para desbravar o novo.


A Repetente Records surgiu em 2022 para fortalecer o rock/punk rock em parceria com uma das maiores distribuidoras de música digital do mundo, a inglesa Ditto Music, além de assessoria de imprensa da Tedesco Mídia. No início de 2023, o selo anunciou Rick Lion como diretor artístico.


O nome tem tudo a ver com perseverança e persistência na música. Repetente tem a ver com a rebeldia contra padrões. Na escola, muitas vezes o aluno “repetente” é aquele que não se encaixa nos moldes, mas eventualmente encontra na música uma forma de vencer na vida.


Ele repete não por incapacidade, mas por não ligar, não se interessar pelas mesmas coisas ou por estar enfrentando problemas maiores e mais urgentes fora da escola. Em vez de copiar a lousa, ele está sempre criando - fazendo desenhos, escrevendo rimas, bolando planos, fantasias impossíveis, se divertindo com uma realidade menos careta e injusta.

Fazem parte do selo as bandas Anônimos Anônimos, Fibonattis, Faca Preta, Escombro, Magüerbes e Statues on Fire, além da banda surpresa a ser anunciada no dia 31/05 durante a festa de 1 ano.


Repetente Records: dinamismo e experiência


Phil Fargnoli lembra que a Repetente Records é uma engrenagem: ele e Ali Zaher ficam mais focados na parte operacional da distribuição digital e questões de estúdio junto às bandas, enquanto Badauí e Rick são o elo artístico, os caras que direcionam ideias, fortalecem a identidade e jogam luz no ardiloso caminho da música independente no país.

“Depois de tantos anos na ativa compondo, gravando, tocando e excursionando, chegamos a um ponto imprescindível para qualquer banda, que é ter o compromisso consigo mesmo de entregar sempre um ótimo álbum e fazer muitos shows. É um ciclo que toda banda deveria e, àquelas que se esforçam, precisam cair. Essa dinâmica é um pouco daquilo que projetamos na Repetente Records: compartilhar experiência, apontar as armadilhas, mas também apontar os atalhos. Queremos fomentar nosso setor - a música. Queremos fazer as bandas acreditarem e batalharem, assim como nós, e vamos fazer esse caminho juntos, com amizade e qualidade”, fala Phil.





0 comentário

Comments


Artes Livia  (Story)-3.png

 ÚLTIMAS NOTÍCIAS:  #EUsouMS Entrevista: Descubra arte com a Galeria MEIA SETE

#EUsouMS POSTS-4.png
bottom of page