top of page

Sarau no Parque finaliza em fim de semana com muita arte no Parque das Nações

Mostrando a força da cultura sul-mato-grossense, o festival Sarau Cidadania e Cultura no Parque chegou ao fim neste ano de 2022 no último fim de semana (17 e 18 de dezembro). Foram dois dias de muita arte, com diversas apresentações no palco do sarau e exposições nas tendas que circundam o evento.


No sábado (17), a festa de despedida começou após a chuva, o que não desanimou os artistas nem o público que compareceu para curtir o sarau. “Vim em algumas edições e não podia deixar de perder este último fim de semana. Foi só a chuva passar que eu vim pra cá. Sei que seria bom, que iria conhecer novos artistas e cada edição que eu vim foi uma surpresa, assim como essa”, afirma a advogada Kezia Miranda.



Neste dia, se apresentaram Coral Vozes da Periferia, Xandão do Cavaco, Higor Rinaldi, Ivan Cruz, Angela Colognesi, Jeanderson da Silva pereira, Toni Jazz, Anastadance, CPS e outros artistas, que encantaram o público presente.


“Projetos como este nos aproxima de um público diverso, diferente do que estamos acostumados, já que muita gente vem para ver teatro, para comer, ou prestigiar algum outro movimento e acaba conhecendo uma variedade de artistas. Isso faz com que nossa cultura chegue a cada vez mais gente, é uma premissa muito boa”, frisa o músico Ivan Cruz.

Ainda teve finalização de escultura ao vivo com o artista visual Joni Lima, stands de literatura, de bonecos e artes visuais, cultura indígena, moda e gastronomia.


No domingo (18), não foi diferente, já que nem a chuva deu trégua antes do evento. O público precavido foi munido de guarda-chuva. No palco se apresentaram João Paulo Pompeu, Eros e Lorenzo, Bella Donna Trio, Tempero do Samba, Cidinha Padua, Felipe Queiros de Oliveira e a finalização do sarau ficou por conta do show da banda de rock A Insana Corte, que fez todos cantarem suas músicas autorais.


“Encerrar um evento tão grandioso como este nos deixa honrados. Ver as pessoas cantando junto com a gente o refrão de nossas músicas foi demais, ter essa troca de energia é o que nos move, precisamos de mais movimentos como este”, ressalta o vocalista da Insana Corte, Saldanha.


Fora do palco, ainda teve muita arte nos stands, além de uma exposição com as obras que foram feitas ao vivo durante cada edição do sarau. Também teve gastronomia, moda e cultura indígena.


Nesta terça-feira (20), a partir das 15h30, haverá plantio de guaviras no Parque das Nações Indígenas. Serão plantadas 50 mudas, sendo que este será o primeiro pomar urbano de guaviras do país.

0 comentário

Comments


Artes Livia  (Story)-3.png

 ÚLTIMAS NOTÍCIAS:  #EUsouMS Entrevista: Descubra arte com a Galeria MEIA SETE

#EUsouMS POSTS-4.png
bottom of page