top of page

Yas Werneck promove o seu mix de influências em “Memórias”

Cantora e MC da Zona Oeste do Rio de Janeiro, Yas Werneck já participou de projetos de artistas como Emicida e Titãs, ao longo de mais de 10 anos de trajetória. Representante da música urbana independente do Rio, Yas lança na próxima sexta-feira, dia 17, o single “Memórias”, gravado durante o edital Aceleração Musical LabSonica 2.:.0 Toca do Bandido.


“A Yas tem muita versatilidade. A curadoria que a gente fez foi no sentido de mostrar e valorizar essa versatilidade, esse potencial musical que ela tem de transitar também pelo R&B, além do funk e do hip hop”, avalia Felipe Rodarte, produtor musical, sócio do estúdio Toca do Bandido e do selo Toca Discos.

Composta por Yas Werneck, “Memórias” é totalmente biográfica, como ela própria conta. “A música fala sobre a minha infância e adolescência. Eu fui para São Paulo muito pequena e por lá passei por momentos ruins, sofri racismo, preconceitos por ser carioca. Quando voltei para o Rio, muitas coisas fizeram sentido para mim. Eu morava com a minha avó, em São Paulo, e quando ela voltou com a gente, se reconectou com a irmã e tudo o que elas passaram juntas: histórias, fotos de quando eram novas, fantasiadas para o carnaval. Então eu quis trazer o samba que elas amavam, essa sonoridade, para a música. Essa foi a minha referência”.

A experiência de vivenciar as etapas de capacitação propostas pelo do edital foi reveladora para Yas Werneck: “Eu sou do Rap, então, todas as músicas que eu produzi até hoje eram com beatmaker. Não tenho a vivência de construir as coisas do zero, no estúdio. Agora, não é um beat que eu estou construindo, mas uma música, com vários instrumentos, vários elementos, e isso é uma experiência super nova pra mim. Muita coisa tem mudado na minha cabeça, principalmente nesse sentido de realmente me colocar no lugar de uma artista capaz de alcançar lugares que, antes desse projeto, eu não imaginaria”, finaliza.

O edital Aceleração Musical LabSonica 2.:.0 Toca do Bandido tem patrocínio do Governo do Estado do Rio de Janeiro, Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa, Lei Estadual de Incentivo à Cultura, patrocínio da Oi, com apoio cultural do Oi Futuro e realização da Toca do Bandido.

“Memórias” chega às plataformas dia 17 de março, via Selo Toca Discos, com distribuição da Altafonte.

Ficha Técnica: “Memórias” (Yas Werneck)

Voz: Yas Werneck

Sax: Luan Neves

Teclados: Sir Lucas

Beat: Dree Beatmaker

Bateria: Flávio junior

Guitarra: João Loroza

Direção artística: Constança Scofield

Produção musical: Felipe Rodarte

Engenheiro de Gravação: Raphael Dieguez e Felipe Rodarte

Engenheiro de Mixagem: Fabrício Matos

Masterização: Ricardo Garcia

Sobre o Oi Futuro

O Oi Futuro, instituto de inovação e criatividade da Oi para impacto social, atua como um laboratório para cocriação de projetos transformadores nas áreas de Educação e Cultura. Por meio de iniciativas e parcerias em todo o Brasil, estimulamos e conectamos indivíduos, organizações e redes para a construção de um futuro mais potente, com mais inclusão e diversidade. Na Cultura, o Oi Futuro mantém um centro cultural no Rio de Janeiro, com uma programação que valoriza a convergência entre arte contemporânea e tecnologia. O espaço também abriga o MUSEHUM – Museu das Comunicações e Humanidades, com acervo de mais 130 mil peças. Há 18 anos o Oi Futuro gerencia o Programa Oi de Patrocínios Culturais Incentivados, que seleciona projetos em todas as regiões do país por meio de edital público. Desde 2003, foram mais de 2.500 projetos culturais apoiados pelo Oi Futuro, que beneficiaram milhões de espectadores. O instituto também criou e mantém o LabSonica, laboratório de experimentação sonora e musical, sediado no Lab Oi Futuro, no Rio de Janeiro, que oferece infraestrutura necessária para que bandas, músicos, produtores, pesquisadores da arte sonora, gravadoras independentes, desenvolvedores e outros talentos realizem seus projetos sonoros e viabilizem produções independentes.

Sobre a Toca do Bandido

Mundialmente conhecido, o estúdio Toca do Bandido reúne equipamentos de áudio de ponta, com destaque para a coleção fabulosa de guitarras. Foi o único da América Latina a integrar a lista dos 12 estúdios icônicos do mundo. Ao longo de sua história, que completa 20 anos em 2022, já são mais de 80 mil horas de estúdio, 400 álbuns gravados, 50 indicações ao Grammy e mais de 30 prêmios conquistados.

Na Toca foram gravados álbuns fundamentais da música brasileira, de artistas como Lenine, Gilberto Gil, Maria Rita, Raimundos, O Rappa, Maria Gadú, Nando Reis, Milton Nascimento, Vanessa Da Mata e Baco Exu do Blues, entre muitos outros. O estúdio foi locação para vários programas musicais da TV, como "Geléia do Rock” (Conspiração Filmes/Multishow), “Studio 66’ (Urca Filmes/Canal Brasil), “Devassa - Encontros Tropicais (Iza, Carlinhos Brown e Larissa Luz), além de ser o representante brasileiro no projeto Converse Rubber Tracks, que levou bandas a estúdios emblemáticos ao redor do mundo, como o Abbey Road, em Londres, e o Hansa Tonstudio, em Berlim.

0 comentário

Comentarios


Artes Livia  (Story)-3.png

 ÚLTIMAS NOTÍCIAS:  #EUsouMS Entrevista: Descubra arte com a Galeria MEIA SETE

#EUsouMS POSTS-4.png
bottom of page