Campo Grande, Mato Grosso do Sul - Brasil

  • facebook
  • White Twitter Icon
  • Branca Ícone Instagram

© 2020 #EUsouMS 

REVEST PEDRAS CAMPO GRANDE MS.png
juju geleias campo grande.png

Ações com refugiados venezuelanos é tema de painel no IV Encontro Fraternidade Sem Fronteiras

O IV Encontro Fraternidade Sem Fronteiras (FSF) está com as inscrições abertas para a edição 2020. O evento será realizado em São Paulo (SP), nos dias 17, 18 e 19 de abril, no Pavilhão de Exposições Anhembi. Serão três dias de programação, entre painéis, palestras, exposições, depoimentos e reflexões de acolhidos e líderes dos projetos da FSF, com abordagens sobre fraternidade e incentivo à sua prática.

 

 
Como parte da programação, no sábado, dia 18 de abril, às 9h45, o Encontro receberá o painel “Brasil, um coração que acolhe”, que abordará as ações com refugiados venezuelanos realizadas em Boa Vista (RR) e o processo de interiorização com as famílias que chegam até o Brasil. 

Estão confirmadas as presenças de Ranieri Dias, vice-presidente voluntário da FSF e coordenador do projeto que nomeia o painel, e Fernando Rangel, diretor e membro fundador da Organização Humanitária Refúgio 343. Ambos serão os responsáveis pelas argumentações. Além disso, famílias venezuelanas acolhidas pela FSF também participarão do evento.

Segundo Ranieri, o objetivo é conscientizar os participantes sobre a realidade vivida pelos venezuelanos na fronteira com Brasil. “A FSF tinha atuação somente na África até 2017. Somos o primeiro projeto idealizado para atuar no país. Quando chegamos em Roraima, encontramos uma situação de quatro mil pessoas vivendo na rua em condições precárias devido à grave crise humanitária na Venezuela e ali identificamos que precisávamos agir. Como o tema do IV Encontro é Agir Agora!, nosso objetivo é convidar os participantes a conhecerem essas histórias, de modo que se sintam convidados a ser uma família acolhedora e apoiar a nossa causa”, relata. 

O projeto “Brasil, um coração que acolhe”, está inserido na FSF desde 2017, em Roraima. Com a ajuda de voluntários, apoiadores e padrinhos, construiu centros de acolhimento para famílias receberem alimentação e orientação para serviços de saúde e educação, como aulas de português. 

Para Rangel, diretor do Refúgio 343 (referência ao número da casa da primeira família interiorizada), o bate-papo será uma oportunidade de retratar uma realidade vivida pelos venezuelanos e, principalmente, trazer um maior conhecimento sobre o que é, de fato, a interiorização. “Nossa organização humanitária surgiu posteriormente ao projeto do FSF e em resposta à crise que assola a Venezuela. Sobre interiorização, nada mais é do que o processo de deslocamento das famílias. É feita de forma planejada, ativando a sociedade civil e empresas, principalmente para que se crie ambientes saudáveis para essas transferências. Buscamos pessoas dispostas a acolhê-las. É uma força-tarefa que envolve logística e um elaborado plano de reinserção social”, avalia.

Serviço: IV Encontro Fraternidade sem Fronteiras
Local: Pavilhão de Exposições, Anhembi - São Paulo/SP - Av. Olavo Fontoura, 1209, B. Santana
Data: 17 a 19 de abril de 2020
Ingressos: https://bit.ly/2LnVIB4
Valores: R$150 (inteira) e R$75 (meia) - acesso aos três dias do evento
Informações: www.fraternidadesemfronteiras.org.br/encontrofsf/

Please reload

#EUsouMS

Dicas nutricionais do Sesc ajudam a turbinar siste...

31/3/2020

1/10
Please reload

FRATERNIDADE SEM FRONTEIRAS.png
galeria meia sete.png
+ RECENTES
Please reload