EUsouMS SESSION PLANA.png
respire 6.gif
BANNER SITE - GALERIA MEIA SETE.jpg

Calçadão Cultural terá CTG Tropeiros da Querência


O Calçadão Cultural deste sábado (12.11) na rua Barão do Rio Branco, esquina com a rua 14 de julho, será palco para um grande espetáculo da cultura gaúcha com o CTG Tropeiros da Querência. O projeto realizado pela Prefeitura de Campo Grande com a coordenação, da Fundação Municipal de Cultura (Fundac), acontece a partir das 9h30min.

O público do Calçadão Cultural vem crescendo a cada dia, devido à diversidade de apresentações culturais. O projeto conta também com o apoio do comércio em seu entorno, que entende a importância da cultura para toda a sociedade, como Bar do Zé, Le Moulin e City Lar. e Ronilço Guerreiro que participa com seus projetos Livros Carentes e Gibicicleta. São parceiros na realização deste evento outras secretarias da Prefeitura como Segov, Agereg, Guarda Municipal, SAS, Agetran e Seinthra.

CTG Tropeiros da Querência

O CTG Tropeiros da Querência foi fundado em 23 de setembro de 1990 em Campo Grande para preservação da tradição gaúcha e integração com a cultura sul-mato-grossense.

O Centro de Tradições Gaúchas (CTG) Tropeiros da Querência é tem em sua essência preservar o culto ao tradicionalismo e a integração com a cultura sul-mato-grossense. Sua linha de ação no que se refere ao movimento tradicionalista, não vê fronteiras entre o Rio Grande do Sul e o Mato Grosso do Sul, onde se cultiva uma tradição rica em preservação e disseminação cultural, seja através da arte em si, como na dança, na música, na literatura, seja através do inter-relacionamento com o meio em que estamos situados.

O CTG Tropeiros da Querência busca difundir, cultuar, defender, preservar as tradições gaúchas, sua história, seu folclore, seus usos e costumes; mantendo sempre vivos os preceitos tradicionalistas de hospitalidade, lealdade, cavalheirismo e apego à terra natal e de integrar-se com a cultura sul-mato-grossense. Para isso, são desenvolvidas várias atividades no decorrer do ano dentro das modalidades: artísticas, culturais, literárias, esportivas e campeiras

Hoje a instituição atende mais de 200 integrantes divididos nas seguintes modalidades: 120 grupos de danças tradicionais em categorias pequena querência (5-7 anos) mirim (7-12 anos), juvenil (13-17 anos), adulta (acima de 18), xiru (acima de 30) e veteranos (acima de 50). 20 integrantes Chulas em diversas categorias 15 Declamadores 15 integrantes de conjuntos vocal 10 interpretes musical 30 integrantes (15 casais) de danças tradicionais de salão

Além de vários outros integrantes que disputam diversas modalidades individuais em rodeios e festivais, por exemplo, bocha, bolão, truco, entre outros.

#diversão

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Fraternidade_sem_Fronteiras_lança_camp
Captura de Tela 2021-01-14 às 08.39.19.p
Video.gif

 ÚLTIMAS NOTÍCIAS:  #EUsouMS Entrevista: Descubra arte com a Galeria MEIA SETE

EUsouMS 2020.png