EUsouMS 2020.png

 ÚLTIMAS NOTÍCIAS:  Sebrae orienta empresários em tempo de pandemia

respire 6.gif
BANNER SITE - GALERIA MEIA SETE.jpg

| Arq+Cine | Candy Colors no Cinema.


Candy colors, cores doces, tons pastel (sim, aqui usa-se o singular! hahah). Independente da nomenclatura escolhida, uma coisa é fato: esses tons apresentam-se frequentemente nas ambientações dos filmes, e serão tendência no verão 2019, por isso separei algumas cenas para vocês se inspirarem.


Seu uso mais recorrente é, como o nome já indica, remetendo à doçura, ternura e feminilidade, portanto nesta primeira parte estão os ambientes que pertencem a personagens femininas.


No filme "Tudo e Todas as Coisas" as candy colors são aplicadas em objetos pontuais, enquanto a base do ambiente é clara. Bem como no banheiro do filme "Além da ilusão', onde apenas as toalhas são coloridas. Estes exemplos são ideais para quem quer apostar nas cores de forma mais sutil.

Já o consultório de psiquiatria do filme "Em Transe" é invadido pelo azul, que junto às cortinas esvoaçantes e aos adornos decorativos em cores claras conferem um aspecto onírico, que remete ao inconsciente dos pacientes.

O quarto da casa de campo do filme "Anna Karenina" tem a cabeceira da cama em verde candy, conferindo leveza perante o verde vivo da parede. No mesmo filme é construída uma sala de estar com mobiliário clássico e papel de parede com estampa em tons pastel, com uma atmosfera angelical que ressalta a ingenuidade da personagem Kitty.

Em contraposição ao anterior, no filme "A Datilógrafa" o rosa candy é utilizado no momento de empoderamento da protagonista, que deixa de depender de seu chefe e segue carreira independente.

Apesar de frequentemente associadas à doçura e feminilidade, as candy colors são utilizadas por alguns diretores para passar também outras sensações, como no caso do filme "Edward Mãos de Tesoura", em que Tim Burton vale-se da paleta de cores para evidenciar o sentimento de pertencimento, ou não, à comunidade. O bairro e seus moradores são representados numa paleta riquíssima em cores, enquanto Edward veste-se de preto e mora em um casarão escuro, sendo facilmente identificável como forasteiro.

Outro exemplo é Wes Anderson, diretor bastante conhecido pelo uso dos tons pastel, unidos à simetria e ricas composições ornamentais, conferindo a seus filmes uma certa teatralidade. No filme "O Grande Hotel Budapeste" o rosa candy é utilizado nos interiores e na fachada da edificação.

No filme "Demolição" o diretor Jean-Marc Vallée consegue o improvável, utilizar as candy colors para tornar os ambientes monótonos, refletindo o estado depressivo do protagonista, isso graças à repetição dos elementos arquitetônicos ou do mobiliário, repetição esta destacada com o uso da cor.

O oposto acontece no filme "Ex_Machina", em que as cores são utilizadas na empresa para energizar o ambiente, visto que é um local onde trabalha-se com o surgimento de ideias, devendo ser estimulante.

Não tem como falar de cores e tendências sem citar a Cor do Ano Pantone, que em 2019 será a Living Coral, que segundo a marca é uma "cor vivificante e energizante que enfeitiça o nosso olhar e nossa mente".


O filme "Coco Chanel & Igor Stravinsky" tem a paleta baseada no contraste do preto e branco, porém durante a criação do famoso perfume Chanel, as cenas ganham cores mais leves, remetendo à conecção de Coco com a natureza durante esse processo. A estilista dirige-se a uma residência cuja fachada é coral, e deixa seus looks monocromáticos de lado, vestindo-se com uma cor semelhante à da casa.

Ainda em filmes que retratam grandes estilistas, o coral aparece também no filme "Yves Saint Laurent", na fachada e no interior da residência Majorelle, assim como na parede da sala de Pierre Bergé.


No filme "O Fabuloso Destino de Amélie Poulain" a cor é aliada ao verde candy tanto na cena de sua infância, quanto no café onde Amélie trabalha, irradiando a energia característica do temperamento da personagem.


Em "O Grande Gatsby" são utilizadas algumas peças de mobiliário no coral, em composição com materiais amadeirados, pontos de destaque em vermelho, bem como cortinas e adornos off-white para suavizar.

No filme "Além da Ilusão" há uma cena com o uso quase monocromático do coral, em que o figurino da personagem é numa versão mais escura da cor, ressaltando a versão candy utilizada nas cortinas.

E para quem quer usar sem medo a Cor do Ano de 2019, uma inspiração é o quarto de hotel do filme "Um Evento Feliz" que a aplica em todas as paredes e na cúpula do abajur, enquanto a cabeceira de capitonê em rosa candy confere uma atmosfera mais romântica ao ambiente.


0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
gif eu sou ms.gif
Video.gif
Fraternidade_sem_Fronteiras_lança_camp
Captura de Tela 2021-01-14 às 08.39.19.p
Para Você.jpg