EUsouMS SESSION PLANA.png
respire 6.gif
BANNER SITE - GALERIA MEIA SETE.jpg

|Arq + Cine| Malcolm & Marie.


O novo drama da Netflix mostra uma noite do casal Malcolm & Marie, interpretados por John David Washington e Zendaya, ao chegar em casa após a estreia de um filme dirigido pelo personagem.


A casa utilizada como locação é na realidade a Caterpillar House, que tem uma área de2.800m² Projetada pelo escritório Feldman Architecture em 2010, ela é localizada na Califórnia e foi vencedora de seis prêmios internacionais de arquitetura, design e sustentabilidade.


O conceito do projeto foi a busca pela representação contemporânea de uma casa de fazenda, aplicando ideais de sustentabilidade e integração com a natureza. Essa integração torna-se literal, visto que a terra escavada para a implantação da residência foi utilizada na construção das paredes de taipa em formas orgânicas que assemelham-se às curvas de nível do terreno.


A escolha da locação foi ainda mais relevante devido ao fato de o filme ter sido gravado durante a pandemia do Covid 19, pois todo o decorrer da história se passa no mesmo local.


Por ser um filme monocromático, em que é dispensada a matiz como fator de diferenciação e destaque, explora-se mais os contrastes por meio da diferença de texturas, formas e iluminação.


Nesse sentido, o diretor Sam Levinson foi extremamente competente, pois aproveitou muito bem as linhas das esquadrias, espelhos e móveis em enquadramentos que geraram cenas com grande apelo visual. As texturas e curvas das paredes de taipa foram evidenciadas pela iluminação conferindo um efeito belíssimo às cenas.


Visto que, em resumo o enredo parte de uma grande DR do casal, o posicionamento dos atores frente a esses elementos arquitetônicos também foi pensado de forma a evidenciar suas expressões e as emoções dos personagens, reforçando as sensações de isolamento, reflexão, fragmentação e introspecção.


A arquitetura relaciona-se também com um grande destaque do filme: os diálogos intensos, que vão de declarações de amor a "dedos na ferida". Geralmente durante as discussões cada personagem fica em um ambiente da casa gritando com o outro e são mostrados em planos mais abertos, de forma a destacar a distância entre eles. Nas poucas cenas em que ambos aparecem ao mesmo tempo, vemos os elementos arquitetônicos delimitando o espaço de cada um, e evidenciando sua individualidade.


Nos intervalos das acaloradas discussões percebe-se os personagens refletindo, de certa forma, inseguros quanto aos sentimentos que despertaram no amado com suas palavras. Novamente as estruturas da residência são utilizadas como barreiras visuais que fragmentam a visão do outro e conferem a sensação de voyeurismo, como se um estivesse observando de longe o outro.


Apesar das duras críticas que recebeu quanto ao roteiro, Malcolm & Marie é um filme bastante válido para refletirmos quanto às boas saídas que rapidamente encontrou para as limitações de deslocamento impostas pela pandemia e pelo olhar poético que depositou sobre uma residência cujas imagens que circulavam na internet eram marcadamente feitas por um olhar mais engessado e técnico de arquitetura.


Título: Malcolm & Marie (Malcolm & Marie)

Ano: 2021

Diretor: Sam Levinson

Atores: Zendaya; John David Washington

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Fraternidade_sem_Fronteiras_lança_camp
Captura de Tela 2021-01-14 às 08.39.19.p
Video.gif

 ÚLTIMAS NOTÍCIAS:  #EUsouMS Entrevista: Descubra arte com a Galeria MEIA SETE

EUsouMS 2020.png