EUsouMS 2020.png

 ÚLTIMAS NOTÍCIAS:  Sebrae orienta empresários em tempo de pandemia

respire 6.gif
BANNER SITE - GALERIA MEIA SETE.jpg

Fraternidade sem Fronteiras arrecada R$80 mil no Dia de Doar

O valor será revertido para projetos no Brasil e na África


A Organização humanitária Fraternidade sem Fronteiras (FSF) realizou na última terça-feira, dia 1º de dezembro, o Dia de Doar FSF com objetivo de receber doações para dois projetos da instituição: o Ação Madagascar, na África e o Fraternidade na Rua, no Brasil. O evento, com transmissão ao vivo pelas redes sociais da FSF e de parceiros, alcançou mais de R$80 mil em doações, em menos de 24 horas.


Ao longo do dia, uma série de lives foi produzida através do Instagram da FSF. À noite, o evento iniciou-se às 19h30 (horário de Brasília), com transmissão ao vivo pelo Youtube e com duração de duas horas. Durante toda a programação, convidados revezaram-se com depoimentos, informações sobre os projetos e as situações de vulnerabilidade enfrentadas em ambos, impactados principalmente com a pandemia provocada pela Covid-19.

“Estamos com dois principais desafios no momento, os cinco polos do projeto Fraternidade na Rua e a situação de extrema fome em Madagascar”, relata o fundador-presidente, Wagner Moura Gomes. No Brasil, atualmente, 220 mil pessoas estão em situação de rua. Na ilha, ao sul de Madagascar, em apenas dois dias foram diagnosticados 89 novos casos de crianças desnutridas.


“Estamos abraçando nossos irmãos nas ruas de Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Mato Grosso do Sul, no Brasil; além dos polos de trabalho na África. Dessa forma, colocamos em prática a fraternidade sem fronteiras” explica Giovanna Gadia, coordenadora do projeto Fraternidade na Rua, no polo de Uberlândia - MG. “Hoje, apenas em Campo Grande - MS, estamos com quase 300 pessoas atendidas na Clínica da Alma, parceira do projeto da FSF. São muitos os resgates nas ruas e ainda é preciso fazer mais”, complementa o pastor Milton Marques, fundador e responsável pela Clínica da Alma.


Em Madagascar, os números também são expressivos, alavancados pela pandemia da Covid-19 e aumento da fome, o projeto Ação Madagascar que antes atendia 1.200 crianças, passou a acolher 2.400. “As tempestades de areia estão destruindo a região e não há chuvas, peço que todos abram seus corações e ajudem nossos irmãos” explica o coordenador do Projeto Ação Madagascar Felly Zihal.


É a primeira vez que a FSF participa do Dia de Doar, um movimento global para promover uma mobilização em prol de doações por pessoas em situação de vulnerabilidade. No Brasil, o Dia de Doar começou em 2013, um ano depois da primeira edição, nos Estados Unidos, atualmente conta com 72 países participantes e ações sendo realizadas em mais de 190.


As doações pelo Dia de Doar FSF continuam pelos próximos dias através do link: https://fraternidadesemfronteiras.colabore.org/diadedoarfsf, o valor mínimo é de R$15.


Por: Camila Silveira - estagiária assessoria de imprensa FSF e Laureane Schimidt – assessoria de imprensa FSF

0 comentário
gif eu sou ms.gif
Video.gif
Fraternidade_sem_Fronteiras_lança_camp
Captura de Tela 2021-01-14 às 08.39.19.p
Para Você.jpg