EUsouMS SESSION PLANA.png
respire 6.gif
BANNER SITE - GALERIA MEIA SETE.jpg

Fraternidade sem Fronteiras promove Campanha Mães do Campo

A Organização humanitária Fraternidade sem Fronteiras (FSF) promove a Campanha Mães do Campo - semear oportunidade, colher dignidade, que tem como objetivo oferecer emprego a mulheres refugiadas de guerra, no Campo de Dzaleka. O local fica ao lado do Projeto Nação Ubuntu, da FSF, no Malawi, África.


“São pessoas batendo aqui, mães chorando, mulheres desesperadas que não têm comida para os seus filhos. A gente está em um momento muito difícil por aqui. Um momento em que está vindo muita gente pedir ajuda. Por isso pedimos que todos que puderem, ajudem, porque todos nós, um dia, podemos ser um refugiado. No Congo, eles tinham uma vida normal, em Ruanda, em Burundi, eles tinham uma vida tal qual a nossa. Eles eram professores, engenheiros e do dia para a noite, por conta de conflitos, violência, se viram nessa situação”, relata a coordenadora do Projeto Nação Ubuntu, Clarissa Paz.



Por meio de doações mensais, a partir de US$50, equivalente à R$250, a FSF pretende oferecer às mulheres refugiadas, trabalho em uma área de cultivo, onde poderão gerar renda e ainda contribuírem para a sustentabilidade do Projeto Nação Ubuntu.

A extrema vulnerabilidade leva mães solo e viúvas, no desespero da fome, a encontrarem na prostituição o único meio de subsistência delas e dos filhos. Para quem quiser doar para a Campanha Mães do Campo, o link é https://fraternidadesemfronteiras.colabore.org/maesdocampo/single_step


Em virtude da extrema vulnerabilidade que acomete a região, esta é a segunda Campanha promovida, em um mês, para o acolhimento e assistência aos refugiados, no Malawi. Em janeiro, houve o reforço da Campanha Casas de Coração, que tem como objetivo arrecadar recursos para a reforma e construção de casas no Campo de refugiados Dzaleka, que abriga mais de 51 mil pessoas que fugiram de seus países de origem devido à guerras, perseguições e crises humanitárias. Para saber mais, clique aqui.


Sobre o Projeto Nação Ubuntu – No Malawi, o Projeto Nação Ubuntu, desde setembro de 2018, tem o objetivo de mudar as histórias de vida e oferecer às crianças, jovens e toda a população de refugiados e malawianos em situação de vulnerabilidade um novo modelo de vida – uma nova oportunidade. Além da escola, são oferecidas oficinas de trabalho com biocarvão, costura e produção de sabão. As obras no local são para a construção de escolas e casas. Atualmente, 350 crianças estudam graças à FSF e 78 famílias têm casa própria.


Sobre a Fraternidade sem Fronteiras – A FSF é uma Organização humanitária e Não-Governamental, com sede em Campo Grande (MS) e atuação brasileira e internacional, com atuação em 7 países, em alguns dos lugares mais pobres do planeta, com esperança e profundo desejo de ajudar, acabar com a fome e construir um mundo de paz. A instituição possui 68 polos de trabalho, mantém centros de acolhimento, oferece alimentação, saúde, formação profissionalizante, educação, cultivo sustentável, construção de casas e ainda, abraça projetos de crianças com microcefalia e doença rara. Todos os trabalhos são mantidos por meio de doações e principalmente pelo apadrinhamento. Mais informações podem ser obtidas pelo site http://www.fraternidadesemfronteiras.org.br.

0 comentário
Fraternidade_sem_Fronteiras_lança_camp
Captura de Tela 2021-01-14 às 08.39.19.p
Video.gif

 ÚLTIMAS NOTÍCIAS:  #EUsouMS Entrevista: Descubra arte com a Galeria MEIA SETE

EUsouMS 2020.png