top of page

Grupo de rap indígena de MS Brô MC’s é citado em questão do ENEM 2023

O Brô MC’s, grupo de rap indígena mais antigo do país, foi tema de uma das questões da prova do ENEM deste ano. Formado em 2009 na cidade de Dourados, Mato Grosso do Sul, tem desempenhado um papel fundamental na luta por direitos dos povos originários e divulgação de sua cultura.

A inclusão de uma questão sobre o grupo no Enem destaca a importância do reconhecimento das contribuições das comunidades indígenas para a cultura brasileira. Isso também ressalta o papel crucial da música como uma ferramenta de conscientização e transformação social.


Grupo de rap indígena de MS Brô MC’s é citado em questão do ENEM 2023

Em uma entrevista ao Correio Braziliense, realizada em 2021, os membros do Brô MC's destacaram a importância de suas raízes e o papel do rap como um veículo para a conscientização. Eles também falaram sobre como o rap indígena está se tornando uma força crescente no cenário musical do Brasil. Foi dessa entrevista que se inspiraram para fazer a questão do ENEM.

A trajetória do grupo é marcada por uma combinação única de música e ativismo. A mensagem central do grupo é o empoderamento da juventude indígena, a preservação da cultura tradicional e a denúncia das questões sociais que afetam as comunidades indígenas no Brasil. O rap se tornou uma ferramenta poderosa para transmitir essas mensagens de maneira impactante e autêntica.

A influência do Brô MC's no cenário do rap indígena é inegável. Eles abriram portas para outros artistas indígenas que viram no rap uma maneira eficaz de se expressar e dar visibilidade às suas realidades. O grupo abraçou suas raízes, incorporando elementos culturais e sua língua materna em suas letras, criando uma sonoridade única que cativa o público e, ao mesmo tempo, educa sobre as questões dos povos originários.

Além de seu trabalho musical, os Brô MC's também estão envolvidos em ações sociais e culturais em suas comunidades, promovendo a valorização das línguas indígenas e a preservação de tradições ancestrais. Eles usam sua plataforma para combater o estigma e os preconceitos que as comunidades indígenas frequentemente enfrentam.

0 comentário

Comments


Artes Livia  (Story)-3.png

 ÚLTIMAS NOTÍCIAS:  #EUsouMS Entrevista: Descubra arte com a Galeria MEIA SETE

#EUsouMS POSTS-4.png
bottom of page