EUsouMS 2020.png

 ÚLTIMAS NOTÍCIAS:  Sebrae orienta empresários em tempo de pandemia

respire 6.gif
BANNER SITE - GALERIA MEIA SETE.jpg

Qual seu passo?


Qual seu passo?


É lindo, pelo menos eu acho, ver uma criança dando seus primeiros passos. Os bebês não tem medo, encaram o desafio, se jogam, caem, se ralam, mas levantam e continuam. Até conseguirem ou cansarem. E, voltam no outro dia, com mesmo afinco, mesma agilidade e persistência, já perceberam? Se não, observem, sério!

A vida é um passo. Ou o princípio dela é um passo. Seus pais dão um passo no relacionamento e decidem ter você. Ou um dos dois assume sozinho (a) esse passo e encara o mundo. O passo de ser mãe ou pai. Você vem ao mundo e chega dando seu berro, tenta se comunicar e seu passo é o choro. Depois evolui. E assim vai. Tudo é um movimento.


Sim, meu texto está muito confuso e poético, mas calma. Você vai entender o que quero dizer. Se um bebê não tem medo de dar seus primeiros passos, se encara a vida sem temer nada, quando foi que nos tornamos adultos tão medrosos?


Se vamos investir em algo, pensamos em todas as possibilidades de erros e acertos, e isso adia sonhos. Se vamos assumir um relacionamento, ficamos pensando se vale a pena abrir mão da liberdade, ou se a outra pessoa vai suprir expectativas, muitas vezes criadas por nós mesmos. Se vamos viajar temos que fazer roteiros ao invés de ir se entregar para as surpresas do destino. Se algo não dá certo, nos sentimos frustrados, como se não soubéssemos que a vida é assim; dar um passo para trás, às vezes, é o te impulsiona a ir além do que estava.


Pensamos muito antes de sair do lugar. Nos tornamos adultos da geração de pensar e esquecemos de agir. E calma, não estou incentivando a sermos impulsivos, não é isso. Estou deixando uma reflexão para sermos mais corajosos.


Não precisamos correr para alcançar algo que desejamos, porque podemos chegar no destino cansados e não aproveitamos tanto a viagem, quanto o lugar. Mas também não precisamos andar em passos lentos, pois podemos nos perder, pegarmos outro caminho e acabamos desviando do objetivo final. E, lembrando que: cada um tem um ritmo e devemos respeitá-los e valorizá-los.


Vamos deixar para cantar a música: ando devagar porque já tive pressa e levo esse sorriso porque já chorei demais…

Quando tivermos alcançado nossos objetivos, observando ou não, bebês dando primeiros passos. Enquanto isso, vamos prestar atenção no nosso ritmo, vamos entender qual é e, a importância dele em nossa vida.


E aí, qual seu passo?


Até semana que vem :)

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
gif eu sou ms.gif
Video.gif
Fraternidade_sem_Fronteiras_lança_camp
Captura de Tela 2021-01-14 às 08.39.19.p
Para Você.jpg