EUsouMS SESSION PLANA.png
respire 6.gif
BANNER SITE - GALERIA MEIA SETE.jpg

#EUsouMS Entrevista: Bruninho e Davi

A dupla sul-mato-grossense Bruninho e Davi acaba de lançar seu mais novo projeto, “Violada na Varanda” recheado de participações especiais e regravações de clássicos do sertanejo. No último dia cinco, a dupla lançou o primeiro single do trabalho com a participação especial do cantor, Gustavo Mioto.


O projeto “Violada na Varanda”, gravado em São Paulo, também contou com participações especiais das duplas Clayton e Romário e Marco Antônio e Gabriel.


O álbum tem como proposta lançar toda semana uma música em todas as plataformas digitais. Nossa equipe conversou com os meninos, que falaram um pouco mais sobre carreira, sucesso e novos projetos. Confira a entrevista:


#EUsouMS – A nossa equipe acompanha a carreira de vocês há muitos anos. Em 2013 estivemos na gravação do DVD “Ao Vivo em Campo Grande” que foi repleto de participações especiais. Como funcionam as parceiras para vocês?

Bruninho - Que legal vocês começarem falando sobre parceiras nesse DVD, porque ali fica escancarado como a gente escolhe as pessoas. A gente teve muita sorte de ter artistas incríveis e gigantes assim, mas eram caras que eram amigos nossos do dia a dia. Que a gente pedia conselhos, que estenderam a mão várias vezes. Que acompanhavam, que viam a coisa acontecendo com a gente. Principalmente com “Se namorar fosse bom”, “- Olha é o Bruninho e Davi, os caras estão acontecendo”. Então a gente deu sorte de termos artistas enormes, mas que eram muito próximos da gente. E, até hoje a gente prioriza isso. Sempre queremos alguém que tenha uma proximidade com a gente... “Tanto do pessoal quanto no profissional”.

#EUsouMS – Como surgiu então a parceria com o Gustavo Mioto que está no primeiro single do projeto “Violada na Varanda”, com a música “Faz Justiça”?

Davi – A gente sempre escuta a música e já meio que seleciona, quando vai ter participação, a gente vai mentalmente falando “essa aqui combina com fulano, essa aqui dá para o ciclano e tal. A “Faz Justiça” eu a escutei ano passado e apresentei para o Bruninho no começo desse ano e na hora o Bruninho olhou para mim e disse “Cara essa música é a cara do Gustavo Mioto!”. E a gente já estava com vontade de gravar com ele há um bom tempo. E com a pandemia nós tivemos que aguardar um pouco para lançarmos o projeto, mas sabíamos que queríamos contar com o Gustavo para essa faixa. Quando mostramos a faixa para ele disse no nosso grupo de WhatsApp “Só falar o dia que eu vou”.

#EUsouMS – E o Gustavo é de Votuporanga, aqui próximo de MS. É legal essa conexão, né?

Davi – É justamente por isso que deu match a música, né?! A violada é o batidão, a veneira, que toca muito no Mato Grosso do Sul e no interior de São Paulo. Principalmente no oeste paulista, que respira um pouco da cultura sul-mato-grossense que tomam tereré e escutam a vaneira lá também. E por isso que a gente imaginou o Gustavo cantando, porque ele é um artista que compartilha dessa mesma influência musical.

Para a dupla a escolha das regravações do projeto “Violada na Varanda” foram muito importantes, ainda mais porque a memória afetiva foi sempre levada em conta. Segundo Davi, “são músicas que fizeram parte da nossa vida. Tanto cantando elas quanto ouvindo em algum momento das nossas vidas, em um churrasco, na balada ou nos altos da Afonso Pena (em Campo Grande)”.

#EUsouMS – Além das regravações, como foi a escolha das músicas inéditas?

Bruninho – Foi um trabalho muito minucioso, são músicas que a gente gostaria de ouvir a gente cantando, sabe. Falam de carreira, de legado. Então a gente escolhe, mas sem um critério muito definido. São músicas que tocam a gente, que batem no nosso ouvido e que a gente diz: "Pô, isso aí é a gente. Isso aí eu queria gravar”.

#EUsouMS – Como é levar o nome do Mato Grosso do Sul para todo o Brasil?

Bruninho – Ah, para a gente é incrível! Eu fui criado aí... Eu sou campeão sul-mato-grossense de surf no Parque das Nações Indígenas. Então a gente ser reconhecido assim de onde a gente é, é muito importante. Porque a gente é bairrista, né?! Vocês sabem! Se falar que a gente é de Mato Grosso a gente fica bravo haha. Então poder levar o nome do nosso estado é incrível! É como um atleta (dentro das devidas proporções) nas Olimpíadas. É algo que nos dá muito orgulho! Ainda mais porque o que hoje projeta nosso estado para todo o país é a música, então estar no meio desses grandes artistas é muito legal.


#EUsouMS – E quais são os projetos daqui para a frente quando a pandemia realmente estabilizar. Vocês já imaginam uma turnê?

Bruninho – A gente vai lançar a violada agora com muita tranquilidade e destreza, né. É um evento que a gente ama muito e junto com isso, as coisas estão voltando, a gente conseguiu gravar em um ambiente dentro das normas. Então a gente já vive um recomeço, o que é muito importante. Agora é viver esse momento, essas experiências e aproveitar essa posição privilegiada que estamos onde a gente pode tocar a nossa carreira e poder cantar e se expressar.

#EUsouMS – Então o pessoal já pode esperar tudo isso?

Bruninho – Claro, quando não tem música a gente vai para reality.

#EUsouMS – Por falar em “De Férias com o EX – Celebs” que o Bruninho participou. O reality agregou público novo para vocês?

Bruninho – Agregou! É engraçado porque a galera começou a sacar que era a mesma pessoa meio que no meio do programa já. A gente é meio low profile, mas foi muito legal. Eu acho que também vou sentir mais quando a gente conseguir sair mais na rua.



Fotos: Anderson Smoke


0 comentário
Fraternidade_sem_Fronteiras_lança_camp
Video.gif

 ÚLTIMAS NOTÍCIAS:  #EUsouMS Entrevista: Descubra arte com a Galeria MEIA SETE

EUsouMS 2020.png